quinta, 26 de novembro de 2020

Lixo hospitalar de pacientes com Covid-19 do Rio são despejados em SG

Lixo hospitalar foi abandonado em terreno de São Gonçalo. Foto: Ascom SG

Lixo hospitalar identificado como sendo de pacientes com Covid-19, internados no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, no Maracanã, estaria sendo descartado em um terreno baldio, no bairro Boa Vista, próximo á BR-101 em São Gonçalo. A sinalização foi feita pela própria Prefeitura nesta quinta-feira (7).

Equipes do Meio Ambiente e Limpeza Urbana de São Gonçalo teriam chegado no local, após denúncia de uma moradora da Rua Belmiro Braga – que ao passar pela via se deparou com o material. Após serem acionados, os fiscais foram ao local e durante o recolhimento, que foi feito pela equipe própria de coleta de resíduos hospitalares, identificaram materiais hospitalares da unidade localizada na Capital.

Luvas, máscaras, lençóis e outros materiais descartados possivelmente utilizados por pacientes se encontravam no local. As sacolas descartadas tinham a identificação do hospital universitário, bem como identificação e número do leito de uma paciente com Covid-19 com data de internação no último dia 28 de abril.

“Todo administrador dos serviços de saúde tem conhecimento da regulamentação sobre o descarte de resíduos. O que aconteceu é irregular e crime ambiental. O descarte desse material é de responsabilidade da unidade de onde saiu. Neste caso, ainda é de outra cidade. Isso é questão de saúde pública. O espaço em que o lixo hospitalar é depositado deve ser preparado para evitar contaminação do solo e problemas para o meio ambiente!”, declara o subsecretário de Limpeza Urbana, Marco Porto.

Em abril, a mesma equipe da empresa Marquise Ambiental já havia recolhido lixo hospitalar abandonado na Rua Jurumenha, no Barro Vermelho, identificado como material da unidade particular de São Gonçalo.

Os geradores de qualquer tipo de resíduo são os responsáveis pela sua destinação final. Sendo obrigatório efetuar o manifesto de resíduo do material, com as informações do gerador, o transportador e o destino do resíduos dentre outras. Todos eles devem estar devidamente licenciados pelos órgãos ambientais competentes. Isso também será apurado através de processo administrativo.

A Secretária de Meio Ambiente informa que vai intensificar o combate a esse tipo de descarte irregular, principalmente durante o período de pandemia e pede apoio aos moradores de São Gonçalo que denunciem através dos seguintes canais: email [email protected] ou pelo telefone da Ouvidoria (2199-6374).

O Hospital Universitário Gaffrée e Guinle afirmou, em nota, que segue rigorosamente todas as normas e recomendações necessárias para contratação de suas empresas terceirizadas.

Na parte específica de descarte de resíduos hospitalares, o contrato de serviço firmado pelo hospital se dá com a empresa Resíduo All, que apresenta as licenças ambientais, credenciamentos e certificados do Instituto Estadual do Ambiente (Inea); Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC); Polícia Federal; Conselho Regional de Química (CRQ); IBAMA; COMLURB e CLIN.

O hospital afirmou que desconhece a empresa “Marquise Ambiental”, citada na matéria.

“Caso, por parte da contratada, o acordado não tenha sido cumprido, não há como, de antemão, a unidade tomar conhecimento. De qualquer maneira, a direção atesta que irá averiguar com o devido rigor as informações levantadas junto à prestadora do serviço e, caso sejam apuradas irregularidades, o Hospital aplicará as devidas sanções administrativas ao caso”, informava a nota.

Publicada às 18h15. Atualizada em 8/5, às 10h53.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *