quinta, 22 de outubro de 2020

Mais de 20 agências bancárias são autuadas por filas em Niterói

Agentes percorreram agências bancárias em todas as regiões da cidade. Foto: Luciana Carneiro/Ascom Niterói

A Prefeitura de Niterói colocou em prática, nesta sexta-feira (8), a determinação do decreto emergencial aprovado pela Câmara de Vereadores que obriga os estabelecimentos sediados na cidade, sobretudo bancos, a terem os chamados agentes de aglomeração e forneçam álcool em gel para que os clientes entrem nas agências. Ao todo, 22 agências bancárias foram notificadas.

De acordo com o governo municipal, equipes do Departamento de Fiscalização de Posturas (Fipo), com apoio de agentes da Secretarias de Ordem Pública (Seop) e policiais militares, percorreram agências bancárias pelo Centro (6), Zona Norte (4), Zona Sul (9) e Região Oceânica (3).As equipes também iniciaram o trabalho nos supermercados da cidade, notificando e mostrando o decreto aos gerentes. A lei prevê multa para os estabelecimentos que não cumprirem a determinação.

“É inaceitável o que está acontecendo neste momento no Brasil, especialmente nas agências da Caixa. É uma irresponsabilidade e não vamos permitir isso em Niterói. Estamos fazendo um grande esforço para fornecer auxílios para as famílias mais pobres e colocando em prática programas para as empresas e uma ação desorganizada como essa não pode colocar a perder tudo que estamos fazendo na nossa cidade. Vamos multar quem permitir aglomerações na entrada de seus estabelecimentos”, disse o prefeito Rodrigo Neves, em vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura, na noite desta sexta-feira (8).

Num primeiro momento, a ação é educativa, os apenas fiscais notificaram e orientaram os estabelecimentos. A partir da próxima segunda-feira (11), as agências bancárias e os comércios poderão sofrer multas que, de acordo com a nova lei, podem variar de R$ 649,64 a R$ 3.248,20 (em caso de reincidência).

Durante o trabalho desta sexta-feira, os fiscais reforçaram aos gerentes de bancos a necessidade de que as medidas preventivas decretadas pela prefeitura sejam cumpridas com o objetivo de conter o avanço da Covid-19 na cidade.

Os estabelecimentos devem garantir a distância de um 1,5m entre as pessoas em filas de espera com demarcação obrigatória do espaço dentro e fora das suas instalações, inclusive em espaço público, bem como a fixação de informativos em local visível, como cartazes ou placas informando sobre a necessidade de respeito da distância mínima.

Publicada às 22h22

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *