Mais de 400 mil kits merenda entregues para alunos de escolas do Rio

As famílias precisam comparecer nas datas, locais e horários marcados pela SME para que a distribuição ocorra de forma organizada. Foto: Divulgação/SME

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Educação, bate mais um recorde com a entrega de mais uma série de kits merenda para alunos da Rede Municipal. Com a distribuição desta semana, realizada nas Coordenadorias Regionais de Educação, a SME já entregou mais de 480 mil cartões e cestas básicas para os estudantes.

Esse é o maior programa nacional de entrega de kits merenda para alunos de uma rede municipal de ensino do país, segundo informou o Executivo. Mais 50 mil cestas estão previstas para serem entregues aos responsáveis dos estudantes na semana que vem.

“É fundamental que as famílias compareçam exatamente nas datas, locais e horários marcados pela SME para que a distribuição ocorra de forma organizada”, esclarece o governo municipal.

Na 10ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), por exemplo, que é a que reúne a maior quantidade de pessoas, só nesta semana foram entregues cerca de 9 mil cestas básicas.

A entrega é de forma escalonada para que não haja aglomeração e evitar a disseminação do novo coronavírus. Todos serão atendidos com planejamento.

Os produtos das cestas são para a alimentação do aluno, conforme determina a legislação. As cestas são elaboradas por nutricionistas do Instituto Municipal Annes Dias, sendo balanceadas e correspondentes à alimentação que é oferecida regularmente nas escolas.

Como o quantitativo é muito grande – são mais de 640 mil alunos em todas as regiões da cidade – a Prefeitura lembra que é importante que as pessoas participem de forma consciente do processo.

Histórico

Para ampliar o atendimento às famílias dos alunos da Rede Municipal de ensino, a SME já distribuiu também mais de 244 mil litros de leite para alunos dos segmentos de creche, ensino infantil e pré-escola.

Além disso, manteve as escolas municipais abertas para oferecer merenda durante os primeiros dias de suspensão das aulas. Mas o Sindicato dos Profissionais de Educação entrou na justiça pedindo o fechamento das escolas.

Na sequência, a SME entregou 1.500 cestas básicas para famílias dos alunos que foram almoçar quando as unidades escolares ainda estavam abertas oferecendo refeições – antes de a justiça acatar a ação do Sepe. Posteriormente, começou a entrega dos milhares de auxílios de alimentação que beneficia todos os alunos da rede.

Publicada às 22h50

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *