sábado, 23 de janeiro de 2021

Mais de 500 carros rebocados durante o fim de semana no Rio

Fiscalização foi intensificada nas orlas da cidade. Foto: Seop/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Guarda Municipal, do Instituto de Vigilância Sanitária e das secretarias de Fazenda e de Ordem Pública, fiscalizou diversos pontos da cidade neste fim de semana (12 e 13) para verificar o cumprimento de novas medidas adotadas para conter o avanço da pandemia de Covid-19. Um dos alvos dos agentes foi o estacionamento na orla carioca, que está proibido aos sábados, domingos e feriados.

Guarda Municipal

A Guarda Municipal registrou 349 multas de trânsito neste fim de semana na orla das zonas Sul e Oeste da cidade, sendo a maioria por estacionamento irregular em local proibido. Do total, 120 foram aplicadas somente neste domingo (13).

Em relação às fiscalização de medidas sanitárias, a Guarda registrou, no total, 10.019 infrações sanitárias de 5 de junho a 30 de novembro, durante as ações de fiscalização voltadas ao enfrentamento da pandemia da Covid-19. Deste total, 8.256 notificações (82,40%) foram pela falta do uso de máscara e 618 por aglomeração em estabelecimentos comerciais, incluindo filas e em casos de aglomerações em via pública.

O número de notificações do mês de dezembro será atualizado somente na próxima semana.

Fazenda

A Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda, realizou ações de ordenamento na cidade. A Coordenadoria de Controle Urbano inspecionou o comércio ambulante nos bairros de Vila Isabel, Centro, Barra da Tijuca, Urca, Copacabana e Barra de Guaratiba. Entre as áreas visitadas estão Rua do Resende, Avenida Gomes Freire, Praça do Ô e as orlas de Copacabana e Barra de Guaratiba.

Ao todo, 80 ambulantes entre regulares e irregulares foram fiscalizados, 12 multados e 24 orientados para saírem da via pública. O total de itens apreendidos foi de 34, entre cadeiras, mesas e bebidas alcóolicas comercializadas em garrafas de vidro, o que não é permitido pela legislação.

Os ambulantes que descumprirem as regras vigentes nos decretos podem ser multados, terem a mercadoria apreendida e, caso persistam na irregularidade, perder a licença.

A Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização verificou estabelecimentos dos bairros de Vila Isabel, Centro, Vila Valqueire e Barra da Tijuca. Ao todo, 11 pontos foram autuados pelo uso de mesas e cadeiras nas calçadas sem autorização. Na Barra da Tijuca, um mesmo estabelecimento foi multado não só pelo uso de mesas e cadeiras nas calçadas sem a devida autorização, mas também pelo funcionamento em desacordo com o alvará.

Vale lembrar que os estabelecimentos que descumprirem a legislação vigente podem ser multados, interditados e terem o processo de cassação do alvará de licença iniciado.

Vigilância Sanitária

O Instituto de Vigilância Sanitária fez 24 inspeções na cidade neste fim de semana e aplicou 14 infrações por motivos como aglomeração, falta de asseio e presença de alimentos impróprios ao consumo. Também ocorreram quatro intimações e uma interdição total (estabelecimento clandestino, sem documentação).

Desde o início da pandemia, em março, a Vigilância Sanitária fez 13.445 inspeções com foco em coibir o descumprimento das Regras de Ouro, a falta de condições higiênico-sanitárias e aglomerações nos estabelecimentos. Foram aplicadas 5.715 infrações, sendo 559 por aglomeração, e 375 estabelecimentos foram interditados.

Ordem Pública

A Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeu 508 veículos, das 6h de sábado (12) às 17h deste domingo (13), nas áreas da orla proibidas ao estacionamento – uma das medidas de prevenção à pandemia anunciadas pela Prefeitura e pelo governo estadual na última quinta-feira (10). A operação contou com 34 reboques por dia, que circularam por pontos do Rio Rotativo e em vias estratégicas das zonas Sul e Oeste.

O uso de vagas da orla do trecho entre o Leme e o Pontal voltou a ser proibido nos fins de semana e feriados, a partir desse sábado (12), exceto para moradores e usuários de vagas especiais. Para terem o direito, os moradores devem deixar à mostra, no painel do veículo, o Cartão Morador (emitido pela CET-Rio) ou comprovante de residência, podendo utilizar vagas da sua localidade. Já os usuários de vagas especiais (idosos e deficientes físicos) devem expor o cartão obrigatório de beneficiário. A multa para este tipo de estacionamento irregular, pelo Código de Trânsito, é de R$ 195,23, além das tarifas de reboque.

Antes de ir aos depósitos municipais (São Cristóvão e Recreio dos Bandeirantes), o cidadão pode consultar se teve o veículo removido por estacionamento irregular pela Prefeitura no site da Seop. Para evitar fraudes, o pagamento das taxas deve ser efetuado diretamente em caixas eletrônicos, bancos e em estabelecimentos essenciais conveniados, como supermercados e farmácias, não sendo executado via internet ou aplicativos.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *