segunda, 17 de maio de 2021

Manhã de fila e revolta para vacinação no Rio do Ouro em São Gonçalo

Quem precisou da segunda dose da Coronavac no posto de saúde de Rio do Ouro acabou frustrado. Foto: Lucas Benevides

Quem precisou ser vacinado, na manhã desta segunda-feira (3), no Polo Sanitário Doutor Augusto Senna, no Rio do Ouro, em São Gonçalo, precisou de muita paciência. Isso por conta das longas filas, ausência de informação e sol na cabeça. Centenas de gonçalenses que buscaram se vacinar contra à Covid-19 precisaram por mais de uma hora e alguns, inclusive, não conseguiram receber a imunização da segunda dose da Coronavac, pois a unidade só detém um tipo de imunizante: a Astrazeneca.

“Você pega uma fila enorme desse tamanho e quando chega a sua vez, os funcionários dizem que não tem a segunda dose da Coronavac. Qual foi o critério escolhido para escolher esses locais? Não tem lógica nenhuma. Quer dizer que no Rio do Ouro ninguém tomou a primeira dose da Coronavac?! Isso é uma vergonha”

Roseli Guimarães, de 65 anos, aposentada

De acordo com um informativo divulgado pela Prefeitura de São Gonçalo, a imunização da segunda dose da Coronavac acontece, das 8h às 17h, em seis locais: polos sanitários Washington Luiz, no Zé Garoto; e Hélio Cruz, em Alcântara, além dos drive thru da Umpa de Nova Cidade, Clube Mauá, no Centro; Centro de Tradições Nordestinas, em Neves e Cras de Vista Alegre. A motivação para a escolha desses locais não foi revelada pelo Executivo Municipal.

Já a vacinação com o imunizante Astrazeneca continua nos 12 pontos de vacinação, tanto para a primeira dose, quanto para a segunda dose para quem já tem 12 semanas de vacinado. Na última semana, o município recebeu 3.260 doses de coronavac e outras 34.690 de Astrazeneca.

Se de um lado houve decepção, de outro a alegria e o alívio pela imunização da segunda dose com a imunizante disponível em Rio do Ouro. O empresário Rodrigo Guimarães, de 65 anos, ressaltou a importância da vacinação e dos métodos de prevenção contra a doença.

“Bom, agora sim, estou vacinado. Mas não é por isso que vamos relaxar. Então, manteremos os cuidados necessários como o uso da máscara e o álcool em gel. Por favor, não aglomerem. Vocês podem matar quem vocês amam”, disse o morador do bairro Várzea das Moças.

A partir desta segunda-feira (3), os munícipes com mais de 54 anos que tenham comorbidades, grávidas com comorbidades, idosos a partir de 60 anos e trabalhadores da saúde da linha de frente de qualquer idade e profissionais da saúde com mais de 35 anos. 

Clique aqui e confira a listagem com os endereços dos postos de vacinação, os documentos necessários e o calendário de imunização.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');