sábado, 28 de novembro de 2020

Maricá inicia segunda fase da vacinação contra gripe

Todos os postos de saúde da cidade estão vacinando. Foto: Vinícius Manhães/Ascom Maricá

A Secretaria de Saúde de Maricá deu início, nesta segunda-feira (27), à segunda fase da campanha nacional de imunização contra o vírus influenza (H1N1). Iniciada no dia 24 de março, em razão da pandemia da Covid-19, a primeira etapa da campanha que contou com vacinação domiciliar e imunizou aproximadamente 98% dos idosos do município, em torno de 20 mil pessoas alcançadas.

Nesta segunda parte serão imunizados profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, internos do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas de transportes coletivos e portuários.

De acordo com a enfermeira responsável da Imunização, Glenda Portugal, todos os postos de saúde estão vacinando e a estimativa era de que somente no posto de Saúde Central, no Centro, cerca de mil pessoas tenham sido imunizadas nesta segunda-feira.

“Já os nossos pacientes crônicos acamados, assim como tem sido feito com os nossos idosos, serão vacinados em casa pelas nossas equipes da vacinação domiciliar”, garantiu a enfermeira.

A enfermeira destacou ainda que na quarta-feira (29) o município deve receber mais três mil doses da vacina que serão distribuídas nos postos e saúde, além de imunizar os profissionais das forças de segurança e salvamento como bombeiros e guardas municipais que serão vacinados em seus batalhões.

“Desde que começou a campanha Maricá já recebeu do estado mais de 30 mil doses de vacina”, lembrou Glenda.

Morador de Araçatiba, Guilherme Alves, de 31 anos, portador de osteogênese imperfeita, também conhecida como “ossos de vidro”, recebeu uma das 100 doses destinadas aos portadores de doenças crônicas, realizada por agentes de saúde.

“Assim como eu muitas pessoas tem necessidades, mas também têm dificuldades e, além de evitar aglomerações e diminuir o risco de contagio pelo Coronavírus, essa iniciativa da Prefeitura em realizar uma campanha de vacinação domiciliar para quem não pode se deslocar até um posto de saúde atende perfeitamente a minha dificuldade e a de muitas outras pessoas”, avaliou Guilherme.

No dia 9 de maio, dia D de mobilização nacional, começa a terceira e última fase da campanha que, irá contemplar professores das escolas públicas e privadas; crianças de seis meses a 5 anos 11 meses e 29 dias; gestantes e mulheres até 45 dias após o parto; adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoas com deficiência.

Publicada às 18h11

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *