Prefeito de Maricá, Fabiano Horta, assina contrato na sede da Coordenadoria. (Foto: Wallace Rosa)

A Prefeitura de Maricá, através da Coordenadoria Especial de Proteção Animal, assinou nesta sexta-feira (17), convênio com uma clínica veterinária para castração de cães e gatos, após o período de um pouco mais de um ano da entrada do processo.

O acordo foi assinado na sede da Coordenadoria, no bairro Parque Eldorado. O prefeito do município, Fabiano Horta, aproveitou a oportunidade e anunciou que já está na fase de topografia o projeto da construção do hospital veterinário no bairro Ubatiba.

De acordo com a prefeitura, serão 200 castrações por mês, com base num cadastramento realizado pela coordenadoria desde outubro do ano passado. A clínica irá realizar o procedimento cirúrgico e a Prefeitura vai arcar com os custos de cada castração.

“Começamos os trabalhos de forma positiva com centenas de castrações. A partir desse primeiro movimento de esterilização e castração controlamos essa população de animais nas ruas. Além do mais, tudo isso gera um bem estar de maneira geral aos moradores da cidade. Temos desenvolvido a questão do hospital veterinário, que vamos entregar em 2020. No entanto, há todo um conjunto sendo modulado para que a política animal protagonize ações na cidade. As feiras de adoções estão sendo feitas com frequência. Queremos criar ambientes nas praças para que os animais possam conviver. Estamos felizes e satisfeitos sabendo que demos um passo importante para melhorar a qualidade de vida animal em Maricá”, ressaltou.

Segundo a administração municipal, a oportunidade é específica para animais com no mínimo cinco meses e no máximo seis anos de idade e peso entre três e 20 quilos, inscritos por pessoas com mais de 18 anos, moradoras da cidade.

Para a coordenadora de proteção animal, Milena Costa, a medida representa uma vitória para o município.

“As pessoas que não possuem condições de pagar a operação, já vieram aqui e se cadastraram. Estou muito feliz por isso. Na semana que vem já faremos a triagem de outros. Por semana, teremos 50 animais castrados. E assim vamos abrindo vagas posteriores, através do site da Prefeitura de Maricá”, comemorou.

Ainda conforme Milena, a ideia do convênio surgiu através do contato das pessoas que lutam pela causa animal, com a pasta.

“Os moradores de  Maricá tinham um anseio antigo por isso. Já tentamos muitas vezes fazer algo parecido. No entanto, no decorrer de todo esse tempo, sempre apareciam imprevistos. O credenciamento representa uma valorização das clínicas que já funcionam aqui. Com essa medida, entramos em clínicas já legalizadas e que atendam aos critérios da Prefeitura, assim também como os do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), trazendo uma segurança de que podemos encaminhar esses animais para um serviço feito com qualidade”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *