domingo, 25 de outubro de 2020

Militar atingido por linha de cerol na Ponte Rio-Niterói

Segundo a vítima, os dois pontos da linha com cerca de 20 metros estavam partidos. Foto: Arquivo Pessoal

O militar da Marinha Roberto Ribeiro, de 41 anos, quase foi atingido no pescoço por uma linha de pipa com cerol, quando passava de motocicleta pela Ponte Rio-Niterói. A situação ocorreu na altura do pedágio, sentido capital, na manhã deste domingo (31). Ele foi salvo pela antena anticerol instalada no veículo. Já a linha cravou no suporte da câmera que fica no capacete.

“Eu vi uma linha amarela chegando e a antena da moto estava levantada, com isso a linha caiu entre eu e a antena e esbarrou na viseira que tem um suporte para câmera e travou. Foi tão rápido que você não entende”, relatou a vítima, que estava à caminho do quartel, por volta de 10h50, quando por pouco foi atingido.

Fazer uso da linha chilena ou de linha com qualquer substância cortante usada para soltar pipas é proibido no Estado do Rio. A infração está sujeita à multa de R$ 342,11 para quem for flagrado comprando, portando ou usando esses tipos de materiais.

Pela lei, se o infrator for menor, ele e seu representante legal serão notificados para efetuarem a quitação em âmbito administrativo.

“Quase tive a vida ceifada por conta de um bandido que desrespeita as leis e põe em risco a vida das pessoas apenas para brincar de soltar pipa. Em sua maioria já são adultos e nem mesmo por isso são mais conscientes. Se pegasse em mim, ia atingir a minha jugular e me degolar. A linha era tão grande que conforme os outros veículos passavam, puxava o capacete e a minha cabeça para trás”

alertou Roberto Ribeiro.

Durante entrevista, o militar que reside em Várzea das Moças, bairro de Niterói, disse acreditar que a cafifa pode ter caído ainda na Ilha da Conceição, com a linha cruzando a Ponte.

Registro mostra a linha enrolada no capacete. Foto: Arquivo Pessoal

“Na hora que a linha abaixou, algum caminhão deve ter passado e ficou só os dois lados da linha. Ou na hora que a cafifa estava caindo alguém pode ter tentado aparar”, contou.

Ele ainda relatou que ao chegar no trabalho para resolver pendências, estava muito nervoso e que como não teve maiores intercorrências, não achou necessário acionar às forças de segurança.

“Você vê aquilo ali e fica nervoso. Eu trouxe a linha comigo e contei pra minha esposa só em casa”, finalizou Roberto.

Festival de pipas é impedido

Força-tarefa a serviço do Disk Aglomeração apreendeu oito pipas e linha. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), impediu a realização de um festival de pipas na tarde de sábado (30), na Rua Diógenes, em Curicica, na Zona Oeste do Rio. A força-tarefa a serviço do Disk Aglomeração, coordenado pela pasta, apreendeu oito pipas e também linha. Alguns veículos foram multados por estacionamento irregular no entorno da quadra onde aconteceria o evento.

A ação contou com efetivos da Subsecretaria de Operações (Subop) da Seop, guardas municipais e policiais militares do 18º BPM, em apoio aos agentes municipais.

Apreensões no Estado

De acordo com a Polícia Militar, o Comando de Polícia Ambiental (CPAm) tem realizado ações de combate à comercialização do produto conhecido como “linha chilena”. Em janeiro, foi realizada a operação “Pipa Legal” para fiscalizar pontos onde ocorreriam comércio da substância cortante usada em pipas. A ação contou com todas as Unidades de Polícia Ambiental atuando em diferentes locais do Estado do Rio.

Segundo a PM, as equipes estiveram em 28 estabelecimentos, sendo apreendidos 2.650 carretéis de “linha chilena”, 1.040 frascos de cerol, 20 quilos de vidro moído, 10 quilos de cola e um carretel de linha com cerol, também foram conduzidas seis pessoas para delegacias.

Ainda no ano de 2019, foram apreendidos 324 carretéis de linha, 32 frascos contendo o “cerol”, 200 frascos para armazenamento da substância e duas máquinas para fabricação de linha, assegura a PM.

Publicado às 16h13.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *