terça, 24 de novembro de 2020

Moradores da Rua do Corte e Manu Manuela recebem títulos de posse

Secretaria Rita Rocha entrega documentos de pose durante cerimônia (Fotos: Anderson Justino/Colaboração)

Moradores de duas comunidades de Maricá, Rua do Corte e Manu Manuela, ambas em São José do Imbassaí, foram agraciados pela Prefeitura ao receberem os títulos de legitimação de posse de seus imóveis, no início da noite desta sexta-feira (22). Ao todo foram 24 famílias contempladas pelo programa ‘Endereço Certo’, da Secretaria Municipal de Habitação e Assentamento Humano (SMHAH).

“A alegria é sempre a mesma ao entregar esses títulos nas mãos de cada morador. É um acompanhamento de aproximadamente seis meses até a conclusão e entrega dos documentos. A gente vivencia coisas boas ao lado dessas família. Ter o seu endereço é o que mais elas querem e desejam. Isso é gratificante e enobrece ainda mais o nosso trabalho. Nosso objetivo é entregar novos títulos ainda nesse semestre”, disse a secretaria de Habitação e Assentamento Humano, Rita Rocha.

Rita ainda reforçou que o programa já beneficiou outras cinco comunidades, ao longo de sua criação.

“Mais de cem famílias já foram contempladas e conseguiram garantir o seu ‘Endereço Certo’. Já atuamos em outras cinco comunidades e em dois meses iremos beneficiar uma comunidade em ItaocaiaValley”.

Moradora do Manu Manuela, Priscila Melo, recebe titulo de posse (Fotos: Anderson Justino/Colaboração)

Aos 26 anos de idade, Priscila dos Santos Melo se disse muito feliz em poder realizar o sonho de ter sua casa própria.

“É tudo muito diferente, minha casa está em meu nome. Agora eu tenho um endereço de verdade. Estou muito feliz por esse acontecimento”, disse a jovem que mora na comunidade Manu Manuela com seu esposo e seus quatro filhos.

Moradora da Rua do Corte há mais de 15 anos, a aposentada Sonia Maria Antunes, 67 anos, afirmou ter recebido um presente de Deus ao ter o documento entregues em suas mãos.

“Não tem como negar que esse documento seja um presente de Deus dado para nós moradores. São anos de lutas para ter aquilo que nos pertence em nossos nomes. A melhor coisa do mundo é entrar de cabeça erguida em sua casa e poder dizer que tudo aquilo ali é seu”, agradeceu.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *