quarta, 25 de novembro de 2020

MP denuncia ex-administradores do Estaleiro Mauá

Ex-funcionários do estaleiro Mauá realizam protestos no Centro da cidade reivindicando pagamento da rescisão (Foto: Patricia Vivas/Colaboração)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) apresentou, na quarta-feira (20), denúncia distribuída à 2ª Vara Criminal de Niterói por sonegação fiscal superior a R$ 33 milhões contra quatro ex-administradores do Estaleiro Mauá S.A., com sede em Niterói.

O MPRJ relatou que os denunciados, na qualidade de administradores, agiram em interesse e benefício próprios, nos meses de agosto e setembro de 2008, tendo reduzido, por três vezes, de forma fraudulenta o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECP) devidos e incidentes sobre operações comerciais realizadas pela empresa. Ainda segundo a denúncia, tais condutas causaram um prejuízo às contas públicas equivalente a R$ 33.485.227,14.

Devido às irregularidades, o MPRJ requer que os denunciados sejam condenados nas sanções previstas no artigo 1º, inciso II da Lei nº 8.137/90, que varia de dois a cinco anos de reclusão e multa, com aumento de um terço até a metade por ocasionar grave dano à coletividade, de acordo com o artigo 12, inciso I, da mesma legislação. Requer ainda a condenação ao pagamento de valor mínimo não inferior ao valor do imposto sonegado para a reparação do prejuízo causado à Fazenda.

Protesto de ex-funcionários

Ex-funcionários do estaleiro Mauá têm se organizado para realizar diversos atos pelo Centro da cidade, no intuito de reivindicar o pagamento da rescisão e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) da época em que trabalharam na empresa e ainda não foram pagos.

Em setembro de 2018, 140 pessoas foram demitidas do estaleiro e uma terceirizada foi contratada no lugar. A empresa, então, fez um acordo com o Ministério Público (MP) de pagar a rescisão em dez parcelas. A terceira deveria ter sido paga no 5º dia útil de janeiro deste ano, mas segundo os
funcionários isso não aconteceu
.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *