terça, 15 de junho de 2021

Nem a chuva atrapalha a volta às aulas presenciais no Rio

Publicado às 13h21/Atualizado às 15h12

Mais de 300 unidades escolares retomaram as atividades nesta quarta-feira no Rio. Foto: Marcelo Tavares / Arquivo

As aulas presenciais voltaram para mais de 300 unidades municipais de ensino no Rio nesta quarta-feira (21). Voltam às salas de aula crianças da pré-escola, 1º e 2º ano, estudantes do 3º, 4º, 5º ano e do 6º Ano Carioca. Com isso, todo o ensino fundamental já está de volta. Na quinta-feira (22), outras 63 unidades de ensino devem retornar também com o ensino presencial.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, a meta é que 783 unidades de ensino retomem atividades até o final da semana com o ensino presencial.

O secretário municipal da pasta, Renan Ferreirinha, reforça que a rede tem um rigoroso protocolo sanitário, o que permite o retorno das aulas presenciais com responsabilidade.

“Depois de muitas semanas de planejamento, nós voltamos com o ensino presencial com mais 364 escolas regressando e com a ampliação dos anos escolares. Isso totaliza mais de 281 mil alunos da nossa rede que podem regressar no ensino presencial, com rodízios, protocolos sendo respeitados e representando mais de 75% dos alunos. Estamos progredindo com cautela, de forma gradual, mas colocando a educação de fato como prioridade”

O secretário afirma ainda que foram investidos para esta retomada quase R$ 20 milhões para que as escolas se ajustassem.

“Destinamos mais de R$ 18 milhões para as unidades escolares fazerem ajustes e pequenas reformas. Antes de uma escola retomar com o ensino presencial, ela precisa passar por todas as adequações necessárias e, assim, se tornar apta a receber alunos, professores, funcionários, pais e responsáveis com segurança”

Na escola municipal Bombeiro Geraldo Dias, na comunidade do Salgueiro, na Tijuca, na Zona Norte do Rio, o planejamento é para a retomada das aulas no turno da tarde. De acordo com diretora-adjunta da unidade, Cibele Carvalho, a ideia é começar a diminuir os rodízios entre os alunos que estudam três horas na parte da manhã e colocá-los também à tarde.

“Temos 150 alunos que se revezam e entram das 9h às 12h. Nosso ensino foi um dos primeiros a voltar quando as aulas presenciais foram retomadas no município e estamos cumprindo todas as medidas orientadas pela secretaria. Nós já estamos adiantados em atender também os alunos à tarde, o que deve acontecer na próxima semana. Para as famílias fica muito complicado esse horário de buscar no meio da tarde, muitos trabalham e não conseguem. Se vai dar certo, não sabemos, mas não podemos dizer que foi um ano perdido”, conta Cibele.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');