terça, 20 de outubro de 2020

Niterói: Alerj investiga denúncias de má gestão no saneamento da cidade

Vistorias serão feitas em diversos locais nesta segunda-feira (20). (Foto: Divulgação/Alerj)

Denúncias de má gestão no setor de água e esgoto em Niterói levaram a Comissão de Saneamento Ambiental (Cosan) da Alerj a realizar, nessa segunda-feira (20), vistorias para investigar possíveis despejos de efluentes sem tratamento em importantes corpos hídricos do município.

Uma equipe de técnicos da Cosan, liderada pelo presidente da Comissão, o deputado Gustavo Schmidt (PSL), sairá da frente da Prefeitura às 9h, em direção aos locais onde haveria despejos de esgoto in natura. A concessionária Águas de Niterói e representantes da gestão municipal foram convidados e confirmaram presença.

Os técnicos irão visitar pontos específicos na Região Oceânica e Zona Sul de Niterói, de onde partiriam efluentes sem tratamento em direção ao Canal do Camboatá, Valão de Santo Antonio, Rio Colibri, Rio Engenho do Mato e os canais de São Francisco e Ari Parreiras, que desaguam, respectivamente, nas lagoas de Itaipu e Piratininga e praias da Baía de Guanabara.

As informações apuradas durante a vistoria serão reunidas em um documento a ser apresentado numa Audiência Pública da Alerj marcada para 13 de junho na Câmara de Vereadores de Niterói, que irá tratar da gestão pública do saneamento básico na cidade.

“Não é de hoje que ouvimos rumores de que há algo de errado na gestão do saneamento em Niterói. Desta vez, recebemos denúncias consistentes, de ambientalistas da cidade, que nos obrigam a averiguar a situação in loco”, afirma Gustavo Schmidt.

“Esse é apenas o início de um trabalho que irá resultar num diagnóstico preciso da situação. A partir daí, vamos apontar soluções e cobrar ações das autoridades”, completou.

A Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj recebe denúncias a respeito de irregularidades relacionadas ao sistema de água e esgoto em todo o Estado. Quem quiser colaborar pode ligar gratuitamente para o número 0800 282 8815 ou comparecer pessoalmente na Rua Dom Manoel, s/n, gabinete 107, no Centro do Rio, de segunda a sexta-feira, das 10 às 17h.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *