quarta, 02 de dezembro de 2020

Niterói inaugura primeiro centro de referência de quarentena

O prefeito Rodrigo Neves visitou e inaugurou a nova unidade. Foto: Ibici Silva

Foi inaugurado, na manhã desta quarta-feira (29), o primeiro Centro de Referência de Quarentena do Brasil, em Niterói. O local escolhido foi o Centro Integrado de Educação Pública (CIEP) Esther Botelho Orestes, no bairro Cantagalo.

A área tem capacidade para 120 leitos, divididos em 60 alojamentos masculinos, 60 femininos e uma enfermaria para pacientes que precisam de mais cuidados. Todos os quartos possuem ar condicionado e armários para pertences pessoais. 

De acordo com o Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, esse não será o único centro de referência da cidade.

“Todos os pacientes que testarem positivo, nos testes rápidos para o novo coronavírus serão convidados a integrarem o centro de referência. A cidade ainda terá outro, que será instalado na próxima semana no CIEP Anísio Teixeira, no Fonseca”, disse.

A unidade inaugurada nesta quarta (29) contará com cerca de 80 profissionais de saúde e assistência social, além de espaço de convivência e refeitório. Uma ambulância ficará 24 horas à disposição dos pacientes, que em casos de necessidade serão encaminhados para a Unidade de Urgência Mário Monteiro – na Região Oceânica -, que é referência no combate ao Covid-19.

De acordo com o secretário de saúde da cidade, Rodrigo Oliveira, a doença é de fácil transmissão e por isso a necessidade de um isolamento adequado.

“Essa ação é decisiva, experiências que deram certo em Niterói combinaram isolamento social, testagem em massa e quarentena, ou seja, isolamento de casos confirmados para evitar o contágio. O isolamento para aqueles casos confirmados é necessário. Aquelas pessoas que não possuem condições adequadas, para cumprirem a quarentena, oferecemos acomodação com alimentação e com acompanhamento médico”, completou.

Serão convidadas para realizar o isolamento social na unidade as pessoas que tiverem diagnóstico positivo para Covid-19 nos testes rápidos aplicados pela Prefeitura. Após um período de 14 dias e avaliação de um profissional de saúde, elas poderão retornar para as suas casas e suas famílias, sem risco.

Publicada às 12h40.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *