terça, 24 de novembro de 2020

Obras após destruição de calçadão em Barra de Maricá

Recuperação calçadão Maricá
Obras para contenção acontecem no local. Foto: Ibici Silva

Foram iniciadas na última semana as obras de recuperação de parte do calçadão da orla da Praia da Barra de Maricá, na altura da Rua Doze.  As fortes ondas que atingiram a orla da cidade no início do mês de abril, danificaram parte do calçadão e causaram transtornos aos moradores.

De acordo com a autarquia de Serviço e Obras de Maricá (Somar), agentes atuam no local realizando a colocação de pedras para contenção na tentativa de amenizar o impacto de futuras ressacas no local.

O aposentado André Diniz, 68 anos, revela que passar pelo local se tornou perigoso e espera que as obras diminuam o impacto da força do mar.

“Temos que dar uma volta maior, mas entendo pois está até perigoso passar por ali. As ondas foram muito fortes, espero que essas obras contenham um pouco a força do mar”, disse.

O medo de que as ondas atinjam novamente o calçadão é grande, é o que diz a administradora, Lúcia Regina Abrantes, de 50 anos.

“As ondas eram muito fortes, dava medo. Cheguei a vir ver com minha filha, voltei correndo para casa. Com a força da natureza não se brinca”, relatou.

Como medida de segurança a Avenida Litorânea e o calçadão da orla, na altura das ruas Doze e Treze, foram isolados com fita de interdição e cones para impedir o trânsito de carros e pedestres.

Ainda não há previsão para o término das obras, pois depende da força da maré para que máquinas atuem nas areias realizando a contenção.

Ressaca

Esta não é a primeira vez que as fortes ondas atingem a orla da cidade. Em fevereiro na Praia de Ponta Negra, em Maricá, uma onda consumiu toda a faixa de areia e obrigou os banhistas a correrem.

A ressaca se repetiu na praia de Cordeirinho. Os guarda vidas precisaram entrar ao mar para ‘socorrer’ os lixeiros públicos arrastados pela onda. As ruas do bairro mais próximas da orla chegaram a ficar alagadas.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *