segunda, 17 de maio de 2021

Ondas gigantes na Baía de Guanabara

Scooby surfou onda de cinco metros. Foto: Renan Vignoli/Divulgação

Um grupo de big riders brasileiros se reuniu nesta quarta-feira (21) para caçar uma onda rara no Rio de Janeiro: a “Laje da Besta”, que quebra no meio da Baía de Guanabara, atinge alturas impressionantes. Comandados por Pedro Scooby e Lucas Chumbo, os surfistas aproveitaram a maré alta causada por grandes ondulações na Costa Sudeste.

Ian Cosenza, Lucas Medeiros, Alemão de Maresias e Michelle des Bouillons – a primeira mulher a surfar no local – também estiveram presentes. O carioca Scooby, acostumado com as ondas gigantes de Portugal, afirmou que essa pode ter sido a maior onda surfada por ele em solo brasileiro.

– A previsão era um swell histórico. A gente chegou, foi atrás das ondas, estava muito grande no Rio de Janeiro inteiro. Mas eu sempre quis isso, surfar essa onda. Esse lugar tem potencial acho que pra ter as maiores ondas do Brasil, e a gente fez o gol. Chegamos lá, tava gigante para nível Brasil. E a gente pegou altas ondas, foi incrível. O time todo tava lá. Foi demais. Na Baía de Guanabara, né? Embaixo do Pão de Açúcar, bom demais. Acho que foi a maior onda que já peguei no Brasil – comemorou.

O fenômeno voltou a acontecer nesta quinta-feira (22), quando Carlos Burle e Caio Vaz fizeram companhia aos big riders. Michelle comparou as marés dos dois dias.

– Ontem estava mais constante e maior, mas as minhas maiores ondas eu peguei hoje – disse Michelle.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');