quinta, 22 de outubro de 2020

Operação Verão: Banhistas mais conscientes nas praias

Praia de Copacabana registrou o maior número de salvamentos. Foto: Marcelo Horn / Gov RJ

Seis mil salvamentos foram registrados em toda orla fluminense durante a Operação Verão. Segundo o Corpo de Bombeiros, o 3º Grupamento Marítimo, que atende a região de Copacabana, na Zona Sul da capital, foi o mais acionado pelos banhistas, com 1.500 resgates. Realizada de dezembro de 2018 a março deste ano, a operação contou com 1,3 guarda-vidas, que se revezaram entre os mais de 200 postos de salvamento no estado.

“Temos comparado os últimos verões. De dezembro até final de março, houve uma grande redução de 69% dos salvamentos feitos durante a Operação Verão. Temos feito um trabalho bastante efetivo de prevenção”, disse o coronel Glauco Lorite, comandante do Comando de Bombeiros de Atividade de Salvamentos Marítimos (CBA11).

O comandante explicou de que forma é feito o trabalho da corporação, principalmente, com foco na prevenção de afogamentos.

“O guarda-vidas aborda o banhista antes de entrar no mar, até mesmo apitando para chamar a atenção daqueles que estão se colocando em risco. Nos canais de mídia temos feito também reportagens dando dicas de segurança. Em janeiro também tivemos calmaria de mar”, esclarece.

Ao todo, 18 quartéis trabalham com salvamento marítimo por todo o litoral fluminense, de Campos dos Goytacazes até Paraty. As ações contaram com o auxílio de motos aquáticas, lanchas, botes, quadriciclos, drones e helicópteros.

“Esse ano, estamos adquirindo novas bandeiras, placas de sinalização para garantir cada vez mais a segurança dos banhistas”, adiantou o oficial.  

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *