segunda, 17 de maio de 2021

Paralisação de ônibus em horário de pico em Niterói e região

Passageiros, Terminal, Terminal rodoviário, Centro de Niterói
Paralisação irá acontecer entre 5h e 8h30 nesta segunda-feira (26). Foto: Vítor Soares

A diretoria do Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) decidiu, em reunião neste domingo (25), amparada por plebiscito realizado com a categoria, paralisar os serviços de ônibus em Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, entre as 5h30 e 8h desta segunda-feira (26), como reivindicação pela inclusão dos rodoviários nos grupos prioritários para vacinação contra o Covid-19.

De acordo com o sindicato, haverá concentrações de apoio à mobilização nos terminais rodoviários João Goulart, em Niterói; Alcântara, em São Gonçalo; e Venda das Pedras, em Itaboraí. A paralisação, prevista inicialmente para duração de 24 horas, foi reduzida para 2h30m diante da sinalização das prefeituras de Niterói e Maricá de que acatarão o pedido da categoria pela vacinação.

“Reduziremos o impacto da paralisação nas cidades diante das medidas anunciadas por Niterói e Maricá. Maricá está mais na frente, pois houve uma reunião de representantes da municipalidade com o sindicato. Por isso, a circulação de ônibus estará mantida por lá. Mas, em Niterói, estamos esperando a oficialização do que foi anunciado pelo prefeito pelas redes sociais”, explica o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

Na sexta-feira (23), o prefeito de Niterói, Axel Grael, publicou em sua conta no Twitter que determinou à Secretaria de Saúde, um estudo para inclusão dos rodoviários no calendário municipal de vacinação.

Em Maricá, o presidente do Sintronac se encontrou com o presidente da Empresa Pública de Transportes (EPT), Celso Haddad, e o secretário municipal de Governo, João Maurício, na manhã de sábado (24). A Prefeitura, segundo os representantes da municipalidade, irá criar uma comissão, integrada por membros do governo e do sindicato, para elaborar um cronograma de vacinação, que incluirá os rodoviários na lista de prioridades. O município, assim como Niterói, vem sofrendo com a falta de imunizantes por conta do baixo repasse de doses pelo Governo Federal.

“Vamos aguardar um posicionamento oficial de Niterói e iniciar o trabalho da comissão em Maricá. Mas ainda faltam os municípios de São Gonçalo, Itaboraí e Tanguá. Nessas cidades, as prefeituras falam que estão aguardando posicionamento do Governo Federal, só que os rodoviários já estão incluídos nos grupos prioritários pelo Plano Nacional de Vacinação e há, ainda, uma Lei sancionada no estado do Rio de Janeiro neste sentido. Portanto, entendemos que há poucas vacinas e as que vêm têm que ser bem administradas, mas vacinar os rodoviários depende, agora, exclusivamente das prefeituras”, afirma o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');