sexta, 18 de setembro de 2020

Passeio de barco liberado em Arraial do Cabo

As saídas do cais da Marina dos Pescadores deverão observar o limite de quatro barcos por vez. Foto: Plantão Enfoco

O município de Arraial do Cabo inicia a primeira etapa da flexibilização para turismo náutico e atividades de bugres e quadriciclos. A Prefeitura, através do decreto nº3.121, publicado no diário oficial desta terça-feira (1), faz nova flexibilização das atividades dentro da fase da bandeira amarela.

Esta nova etapa libera a volta parcial do Turismo Náutico (passeio náutico, mergulho, pesca esportiva), passeios de quadriciclo e buggy turismo, respeitando o limite de até 50% da capacidade máxima de passageiros, para moradores e turistas que estejam hospedados no Município. 

O acesso por meio de trilhas turísticas às Prainhas do Pontal do Atalaia e à Praia do Forno permanece proibido, estando autorizada a entrada por meio de táxi e barco táxi no primeiro caso e, no segundo, por barco táxi.

Estão liberadas, desde que atendendo as recomendações do Decreto, as praias: Praia Grande (centro e Distritos), Prainha, Praia do Pontal e Praia dos Anjos.

O decreto mantém a classificação do Município na Zona Cromática Amarela, permanecendo em vigor as barreiras sanitárias. Somente é permitida a entrada de moradores, proprietários de imóveis, prestadores de serviços e turistas com a comprovação de reservas em meios de hospedagem legalizados e contratos de aluguel verificados mediante a apresentação do voucher.

As modalidades de turismo city tour, excursões e day use seguem suspensas, assim como a entrada de ônibus, vans e similares, e os eventos em espaços públicos.

A Prefeitura reforça que o uso de máscaras de proteção facial é obrigatório, sendo vedado atendimento do cliente que não a esteja utilizando ou que se negue a utilizá-la. A inobservância do disposto neste Decreto, bem como deixar de executar, dificultar ou opor-se à execução de medidas sanitárias, sujeitam o infrator a advertência, multa de até 10.000 (dez mil), considerando-se a gravidade da infração e a cassação do alvará de funcionamento, em caso de reincidência.

Como vai funcionar?

Os equipamentos utilizados para a prática das atividades deverão passar por rigoroso processo de esterilização antes e após o uso. Fica permitida a comercialização e distribuição de alimentos nas embarcações, vedando-se o consumo na extensão de areia, local onde apenas será permitido aqueles vendidos pelo comércio ambulante.

As saídas do cais da Marina dos Pescadores deverão observar o limite de quatro barcos por vez e, a partir da praia, o limite será de duas embarcações.

O uso de máscaras de proteção facial é obrigatório, sendo vedado o embarque do cliente que não a esteja utilizando ou que se negue a utilizá-la. Só será permitida a retirada das máscaras ao mergulhar. O desembarque nas praias da rota de passeios será de apenas 15 minutos.

A comercialização dos vouchers de passeio de barco deverá ser realizada preferencialmente por meio digital, estando vedada a venda de bilhete náutico nas vias públicas do Município, salvo as comercializadas pelos associados da ABETEPAC e pelos barcos táxis, observando-se o disposto no art. 2º.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *