terça, 27 de outubro de 2020

Pelo terceiro dia seguido SG registra mais de 10 mortes por Covid-19

São Gonçalo chegou a 127 óbitos causadas pelo novo coronavírus. Foto: Arquivo/ Ascom São Gonçalo

Pelo terceiro dia consecutivo São Gonçalo registrou mais de 10 mortes em decorrência do novo coronavírus, nas últimas 24 horas. Nesta quinta-feira (21) a cidade confirmou o óbito de mais 11 pacientes com Covid-19, chegando agora a 127 mortes pela doença. Além disso, a Secretaria municipal de Saúde aguarda os resultados dos exames de outros 40 pacientes que perderam a vida com suspeita de contaminação pelo coronavírus.

Nesta quarta (20) a cidade também registrou 11 mortes, enquanto na terça (19) foram 15 vítimas. A segunda (18) teve o menor número de óbitos confirmados, seis. A prefeitura não divulgou boletim atualizado do domingo (17).

Em relação ao número de pessoas infectas houve um pequeno avanço, apenas 12 casos confirmados nas últimas 24 horas. São Gonçalo chegou agora a 948 pessoas contaminadas com o novo coronavírus. Porém, este número pode ser ainda maior, pois segundo a secretaria de saúde, existem 6.161 casos suspeitos.

Uso obrigatório de máscaras

A partir desta quinta-feira (21), é obrigatório o uso de máscara não profissional durante o deslocamento de pessoas pelos bens públicos e privados de São Gonçalo. A Lei Nº 1171/2020 de autoria do vereador Lucas Muniz foi publicada hoje (21) no Diário Oficial do município e já está em vigor. As pessoas e estabelecimentos que não respeitarem a medida serão multadas.

Segundo o autor da Lei, o vereador Lucas Muniz, através dessa determinação a Prefeitura poderá flexibilizar a abertura dos comércios.

“É uma regra importante e que deve ser respeitada por todos, para sua própria proteção e a do próximo. E, assim, a retomada do comércio pode ser feita com segurança para prevenção ao Covid-19”, explicou o vereador.

De acordo com o texto aprovado é obrigatório o uso de máscara em meios de transporte público ou privado de passageiros; durante o desempenho de atividades laborais em ambientes compartilhados e nos setores públicos e privados e estabelecimentos comerciais.

Em caso de descumprimento, o município vai aplicar uma multa progressiva ao cidadão e ao estabelecimento, o valor varia de R$ 37,06 a R$ 148,24. A multa tem como base Unidade Fiscal do Município de São Gonçalo (UFISG).

Publicada às 18h55

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *