sexta, 04 de dezembro de 2020

Pesquisadores criam sistema para ajudar no tratamento de Covid-19

O sistema está estruturado para monitorar até dez pacientes por enfermaria continuamente. Foto: Coppe/UFRJ

Pesquisadores do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ) desenvolveram um sistema computacional para apoiar médicos e enfermeiros no acompanhamento de pacientes internados com covid-19.

Como parte da ferramenta, um oxímetro (aparelho que afere a quantidade de oxigênio presente nas células, ajudando no monitoramento da oxigenação sanguínea) capaz de se comunicar com o sistema, sem a utilização de fios, foi desenvolvido pelos pesquisadores para ser acoplado em cada paciente disponibilizando, online e em tempo real, os dados sobre o índice de oxigenação no sangue, frequência cardíaca e temperatura.

Segundo a Coppe, o sistema foi estruturado para atender, com baixo custo, a demanda de hospitais públicos por monitoramento mais eficiente em unidades como as enfermarias e leitos de isolamento. O próximo passo inclui a avaliação em laboratórios da Faculdade de Medicina e no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ.

De acordo com os pesquisadores, com o uso da nova tecnologia, caso algum dos sinais vitais, continuamente aferidos, apresente alteração de padrão que indique ou possa indicar mudança no estado clínico do paciente, um alerta então é emitido a um computador ou tela instalada na enfermaria, ou ainda, enviado ao celular do profissional de saúde.

“Tal procedimento reduz os tempos de resposta da equipe assistencial ao paciente e diminui os riscos associados à mudança de estado clínico, o que o torna especialmente útil para as pessoas que podem ter seu estado agravado rapidamente, como é o caso dos pacientes com infecção por coronavírus”, informa a Coppe.

O sistema está estruturado para monitorar até dez pacientes por enfermaria continuamente. Segundo a Coppe, os dados do monitoramento podem ser armazenados e automaticamente utilizados para produzir gráficos e relatórios dos registros, por paciente monitorado, permitindo que os profissionais de saúde transportem ou integrem as informações no prontuário do paciente e acompanhem sua evolução clínica.

Segundo os pesquisadores, novas funcionalidades estão sendo avaliadas e devem ser incorporadas ao projeto, como a adição de um botão acoplado ao dispositivo, para que o paciente possa avisar que está com alguma necessidade. Esse sinal deverá gerar um alerta para ser visualizado na tela instalada na enfermaria, acionando a equipe assistencial.

Segundo a enfermeira Patrícia Furtado da Silva, técnica em gestão e sistemas de saúde do Programa de Engenharia de Sistema e Computação da Coppe, que auxilia no levantamento e definição de requisitos para o projeto, a utilização dessa tecnologia será útil à gestão de serviços de saúde, pois permitirá melhorar a alocação de recursos críticos, o desempenho das equipes e, principalmente, refletirá sobre a segurança do paciente, já que aumenta a resiliência em todo sistema de prestação de cuidados, indicando, e até prevendo, situações críticas no menor tempo possível

Patrícia disse que o sistema foi idealizado para que pudesse dar suporte aos hospitais no atendimento de um grande volume de pacientes, como na pandemia por covid-19. Porém, sua utilidade se estende ao monitoramento de pacientes, por qualquer doença ou razão, internados em enfermarias e leitos de isolamento.

A ferramenta foi desenvolvida pelo engenheiro Ricardo Padilha Pareto, do Núcleo Avançado de Computação de Alto Desempenho da Coppe, e por pesquisadores e alunos do Programa de Engenharia de Sistema e Computação da Coppe e da Escola Politécnica da UFRJ, sob a coordenação do professor Guilherme Horta Travassos.

Boletins

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informou, neste domingo (11), que o município já tem 12.663 pacientes recuperados da Covid-19. Ao todo, a cidade registra 13.323 casos confirmados da doença e 130 pessoas em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Secretaria. Niterói registra 445 óbitos.

O município de Maricá registra, até este domingo (11), 4.217 casos confirmados e 127 óbitos por Covid-19. O número de recuperados da doença chegou a 3.993. Há ainda 18 óbitos em análise.

Já Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou que registra, até este domingo (11), 283.675 casos confirmados e 19.308 óbitos por coronavírus (Covid-19) no estado. Há ainda 372 óbitos em investigação. Entre os casos confirmados, 259.653 são registros de pacientes que se recuperaram da doença.

Com Agência Brasil

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *