quarta, 28 de outubro de 2020

Preços de imóveis em Niterói despencam na pandemia

Praia das Flechas, Boa Viagem, MAC. Foto: Marcelo Tavares
Bairro da Boa Viagem foi o que apresentou maior desvalorização. Foto: Marcelo Tavares

Apesar do mês de maio ainda não ter sido concluído, um estudo prévio divulgado pelo Sindicato da Habitação (Secovi) Rio revela que o bairro da Boa Viagem, na Zona Sul de Niterói, teve desvalorização de 11,8% quando comparado com o mesmo período do ano passado.

Os dados recentes veiculados pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais em todo o Estado do Rio mostram um fenômeno de queda nos preços do metro quadrado (m²) em boa parte de Niterói, significando que os preços de negociação se tornaram mais em conta nas determinadas regiões.

Leonardo Schneider, que é vice-presidente do Secovi Rio, argumenta que a crise causada pela pandemia de Covid-19 tem impactado diversos setores, entre eles o mercado imobiliário.

Por exemplo, o valor do metro quadrado (m²) em Boa Viagem — que é considerado como um dos locais mais nobres da cidade — sofreu queda de R$ 8.935 para R$ 7.884, de acordo com o Centro de Pesquisa e Análise da Informação do Secovi Rio.

Logo em seguida, aparece o Sapê, na Região de Pendotiba, que sofreu desvalorização de 10,7%, uma vez que em maio de 2019 estava com valor médio do m² em R$ 3.883 e agora atinge os R$ 3.466.

“Iniciamos 2020 com boas expectativas de valorização dos imóveis e previsão de novos lançamentos, o que nos mostrava uma situação favorável de recuperação. No entanto, o que temos percebido é que o isolamento social fez com que o mercado sofresse uma pausa”

— destaca Leonardo Schneider.

Confira o ranking de regiões em baixa:

NITERÓIMAIO/19MAIO/20VARIAÇÃO (%)
Boa ViagemR$ 8.935R$ 7.884-11,8%
SapêR$ 3.8833.466-10,7%
Pé PequenoR$ 6.833R$ 6.284-8,0%
São DomingosR$ 6.191R$ 5.713-7,7%
Largo do BarradasR$ 4.115R$ 3.792-7,9%
BaduR$ 5.674R$ 5.264-7,2% 
CamboinhasR$ 7.452R$ 6.991-6,2%
PendotibaR$ 5.202R$ 4.881-6,2%
EngenhocaR$ 4.209R$ 3.972-5,6%
São FranciscoR$ 8.059R$ 7.658-5,0%
ItacoatiaraR$ 6.495R$ 6.257-3,7%
Rio do OuroR$ 2.932R$ 2.831-3,4%
FonsecaR$ 4.092R$ 3.961-3,2%
IngáR$ 6.907R$ 6.683-3,2%
São LourençoR$ 3.961R$ 3.838-3,1%
Vital BrazilR$ 6.540R$ 6.349-2,9%
CharitasR$ 8.989R$ 8.759-2,6%
Santa RosaR$ 5.831R$ 5.688-2,5%
MaceióR$ 4.618R$ 4.577-0,9%
CentroR$ 5.151R$ 5.115-0,7%
FátimaR$ 4.820R$ 4.812-0,2%
Fonte: Secovi Rio

Para Schneider, o atual cenário econômico tem deixado as pessoas receosas em fechar grandes negócios, como comprar ou vender um imóvel. “Outro fator que interfere nos números é a diminuição na demanda por visitas a imóveis, que acaba sendo reduzida em virtude do distanciamento social recomendado pelos órgãos de saúde” — conclui o especialista.

Em alta

Em contrapartida ao cenário de desvalorização, o bairro bimunicipal Maria Paula, entre os municípios de São Gonçalo e Niterói, valorizou 12,7%. O valor do m² na região subiu de R$ 3.984 para R$ 4.488.

Itaipu foi outra área que também apareceu na enxuta lista de valorização de maio. Ainda que de maneira tímida, o bairro ficou no positivo (1,3%). De R$ 5.745, houve um aumento de R$ 5.820.

O Gragoatá, na Zona Sul, teve 1,0% de valorização, saltando de R$ 8.381 para R$ 8.465, seguido por Barreto e Piratininga com 0,5% cada; e Icaraí que se manteve estável com 0,1%.

Em baixa

Algumas das principais vias de Icaraí, na Zona Sul, também tiveram variação negativa no metro quadrado, em maio. A Joaquim Távora, por exemplo, liderou o ranking de desvalorização, com 11,2%. De R$ 6.609 decresceu para R$ 5.871.

A Miguel de Frias teve queda de 4,5%; Gavião Peixoto de 3,1%; e as avenidas Jornalista Alberto Francisco Torres de 0,5%; e Roberto Silveira 0,3%.

O ‘pódio da esperança’ ficou com as ruas Nóbrega (5,8%), Moreira César (2,0%) e Mariz e Barros (1,6%), que tiveram valorização em maio deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2019.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *