sexta, 16 de abril de 2021

Prefeitura de Niterói vai prorrogar restrições na cidade

Covid-19, academia, Amarelo 1, coronavírus
Academias de ginástica continuarão fechadas em Niterói. Foto: Arquivo / Pedro Conforte

As medidas restritivas mais rigorosas determinadas pela Prefeitura de Niterói, previstas para terminar na próximo domingo de páscoa (4), serão prorrogadas. A administração municipal vem se reunindo com o Conselho Regional de Educação Física (Cref) desde a última semana para tratar da prorrogação com base nos números envolvendo a proliferação da Covid-19 na cidade e nesta sexta-feira deverá detalhar as alterações.

Além do Cref, outros setores também se reuniram com a prefeitura para tratar da prorrogação. Segundo o Conselho, academias de ginástica, assim como demais setores envolvidos nas restrições poderão voltar somente depois do dia 11 de abril, data limite do novo decreto.

Procurada, a Prefeitura de Niterói ainda não esclareceu os detalhes da prorrogação e se os mesmos segmentos serão envolvidos, ou se medidas ainda mais duras serão adotadas.

Demais setores econômicos da cidade, como o Sindicato dos Lojistas de Niterói (Sindilojas), informaram que ainda aguardam pelos detalhes do novo decreto.

Decreto

Pelo decreto 13.954/2021, até o dia 4 de abril a saída da residência deve se dar apenas por motivos de trabalho, compra de alimentos, ida a farmácias, por motivos médicos ou para ida a estabelecimentos cujo funcionamento esteja permitido ou por conta de atividade permitida.

O uso de máscara é obrigatório em áreas públicas e espaços particulares onde houver atendimento ao público. A circulação nos acessos de Niterói com municípios vizinhos fica reduzida com a proibição à entrada de táxis e veículos de Operadora de Transporte Compartilhado (OTC) por aplicativo de outros municípios.

Até esta data, fica suspenso o atendimento presencial em bares, lanchonetes, restaurantes e congêneres, boates, danceterias, salões de dança e casas de festa, museus, galerias, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de espetáculo e salas de apresentação, salões de cabeleireiro, barbearias, institutos de beleza, estética e congêneres, clubes sociais, esportivos e serviços de lazer, quiosques em geral, parques de diversões, temáticos e circos, academias de ginástica, lutas, danças e afins, demais estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços não especificados (no art. 9º deste decreto).

Estão incluídas na suspensão prevista as atividades listadas quando localizadas em shopping, centros comerciais e galerias de lojas.

Colaborou – Ezequiel Manhães

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');