quinta, 29 de outubro de 2020

Coronavírus: primeiro caso é confirmado no estado do Rio

Secretário de Saúde, Edmar Santos, explicou sobre o caso em coletiva. Foto: Eduarda Hillebrandt

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro confirmou o primeiro caso de coronavírus do estado nesta quinta-feira (5). A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou o vírus nos exames de uma paciente de Barra Mansa.

A paciente tem 27 anos de idade e deu entrada na rede de saúde em 1º de março. A secretaria não revelou qual foi a unidade de saúde que recebeu o caso, mas assegurou que os protocolos de proteção a funcionários e demais pacientes foram cumpridos.

De acordo com a pasta, a paciente apresentou quadro de saúde brando no desenvolvimento da doença e se encontrará em isolamento domiciliar pelos próximos 15 dias, pois o isolamento iniciou logo após a suspeita. Seus familiares estão sob acompanhamento da Vigilância Sanitária de Barra Mansa e até o momento não apresentaram sintomas.

Segundo o órgão, a paciente esteve em viagem pela Europa, com passagem pela Itália, entre 9 e 23 de fevereiro, quando desembarcou no Rio. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está mapeando e contando pessoas que chegaram ao Brasil no mesmo avião.

Com a primeira incidência no estado, sobem para oito os casos confirmados do vírus COVID-19 no País, segundo o Ministério da Saúde. São seis casos confirmados em São Paulo e um no Espírito Santo. Ao todo, são investigados 636 casos suspeitos no Brasil, dos quais 79 casos são no Rio.

O primeiro caso da doença, que se alastrou pela China, foi confirmado ainda em fevereiro, em São Paulo.

Secretário pede tranquilidade

O secretário estadual de Saúde do Rio, Edmar Santos, detalhou o diagnóstico e tratamento da paciente de Barra Mansa em entrevista coletiva no Palácio Guanabara. 

“Todos podem continuar absolutamente tranquilos, esse foi um caso importado, o vírus não está circulando no Rio de Janeiro” disse o secretário, mencionando que a população de Barra Mansa deve “Se manter calma”.

Ressaltou, ainda, a importância de cuidados básicos de higiene para evitar infecção, e conclamou a população a buscar vacinação contra a gripe e sarampo nos postos de saúde.

O secretário afirmou que não descarta hospitais especializados caso o Rio enfrente uma epidemia.

“Podemos destinar hospitais para internação específica, porque isso facilita protocolos de segurança e treinamento” afirmou o secretário.

Casos suspeitos

Após confirmar o primeiro caso no Estado, a Secretaria Estadual de Saúde emitiu um boletim de pacientes em análise com suspeita de infecção do Novo Coronavírus (COVID-19). Ao todo, são 79 casos em investigação. Em 24 horas, Niterói teve um aumento de três, passando para 11 pessoas sendo examinadas.

Em São Gonçalo e Maricá também cresceram as suspeitas. Agora são três pacientes sob análise do vírus em cada cidade. Já Itaboraí continua com um único caso sendo investigado.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *