quarta, 12 de maio de 2021

Profissionais da Educação Física de Niterói querem inclusão da categoria como essencial

Os manifestantes seguiram pela calçada da Avenida Amaral Peixoto e caminharam até as escadarias da Câmara Municipal de Niterói pedindo, “Fora Grael”. Foto: Vitor Soares

Apesar do prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), ter autorizado a volta das academias de ginástica, a partir da próxima segunda-feira (19), profissionais do setor fizeram um ato na tarde desta quinta-feira (18) na frente da Estação da Barcas, no Centro de Niterói. Eles reivindicam a inclusão da categoria como serviço essencial.

A manifestação contou com representantes de outros setores do comércio que ficaram de fora da flexibilização, como profissionais de casas de shows e quiosqueiros.

O protesto começou por volta de 16h e foi acompanhado por agentes da Guarda Municipal e também por policiais militares do Batalhão de Niterói (12° BPM).

Os manifestantes seguiram pela Avenida Ernani do Amaral Peixoto e caminharam até as escadarias da Câmara Municipal. De acordo com Marcus Silva Araújo a Educação Física não faz parte do problema, e, sim, da solução.

“Nós somos provedores de saúde e a prefeitura nos encara como lazer. Municípios vizinhos como São Gonçalo, Itaboraí e no Rio nossa profissão é essencial, mas aqui em Niterói não. Com a reabertura, tivemos uma batalha vencida, mas a guerra não acabou. Essa reabertura é um alívio, mas ainda será difícil a gente recuperar o fôlego”

Sindilojas

O anúncio da flexibilização do comércio foi vista como ‘algo absolutamente justo’, pelo presidente do Sindicato dos Lojistas de Niterói (Sindilojas), Charbel Tauil. Ele diz que a maioria dos empreendedores locais de comércio e serviços segue fielmente os protocolos sanitários determinados pelas autoridades. Mas ainda há um clima de insatisfação no ar: a categoria quer mais 120 dias de prazo para pagamento de cada parcela do IPTU de 2021, e parcelamento imediato do IPTU de 2020, ambos sem juros nem multa.

“Não é o caso de dizer que estamos satisfeitos, pois principalmente os pequenos e médios empresários estão atravessando graves necessidades acarretadas por todos esses fechamentos e limitações. E vamos insistir junto à prefeitura para que sejam atendidas reivindicações que apresentamos desde o dia 23 de março”

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');