quarta, 20 de janeiro de 2021

Quadra da Mangueira é interditada pelos bombeiros

Segundo os bombeiros, o estabelecimento vem realizando eventos não-autorizados. Foto: Redes Sociais/Mangueira

A quadra de ensaios do Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, na Rua Visconde de Niterói, número 1.072, bairro Mangueira, Zona Central do Rio, foi interditada pelo Corpo de Bombeiros nesta sexta-feira (11).

Segundo os bombeiros, o estabelecimento vem realizando eventos não-autorizados, desrespeitando as regras de ouro de enfrentamento à Covid-19, e está em situação irregular junto à corporação. Procurada pela reportagem, a escola de samba ainda não se pronunciou.

“O local não conta com Certificado de Aprovação (CA). Uma vistoria identificou irregularidades que caracterizam perigo sério e iminente e que impedem a realização de eventos públicos”, afirmou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros e secretário de Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro. 

A decisão, baseada no Art. 51 do decreto estadual nº 42 de 17/12/2018, já está sendo comunicada à Prefeitura do Rio, à Polícia Civil, à Polícia Militar e ao Ministério Público do Rio, disse o Corpo de Bombeiros. 

Aglomeração de público

De acordo com o decreto 47.345 de 5 de novembro, os produtores de eventos devem garantir o distanciamento social, o uso de máscara facial, a oferta de álcool 70% para o público e a lotação máxima de 50% da capacidade total. 

O CBMERJ realiza ações para ajudar a conter o crescimento de casos do coronavírus no Estado do Rio de Janeiro. Desde o dia 25 de novembro, grupos de intervenção rápida fazem fiscalizações noturnas de eventos com participação de público. Os estabelecimentos que não cumprirem as normas poderão ser interditados e ter as licenças cassadas. 

Até o momento, a corporação já realizou mais de 340 procedimentos administrativos – entre emissão de notificações, auto-de infrações e interdições em todo o Estado. 

A corporação lembra que cabe aos administradores das edificações estar em conformidade com as medidas de segurança contra incêndio e pânico e cumprir as determinações/legislações vigentes. “É imprescindível a cultura de prevenção na sociedade”, disse.  

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *