quinta, 03 de dezembro de 2020

Recadastramento de jazigos perpétuos retomado em São Gonçalo

Para o recadastramento de pessoa física, o proprietário deve dirigir-se até a administração do cemitério que possua o jazigo, com toda a documentação: Foto: Ascom SG

O recadastramento de jazigos perpétuos foi retomado em São Gonçalo nesta terça-feira (13), a partir de medida publicada em Diário Oficial. O processo havia sido adiado em março deste ano, devido à pandemia do Coronavírus (Covid-19). Os proprietários de jazigos devem comparecer até um dos quatro cemitérios municipais até o dia 14 de dezembro.

Para o recadastramento de pessoa física, o proprietário deve dirigir-se até a administração do cemitério que possua o jazigo, com os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante ou declaração de residência, certidão de óbito dos sepultados no lote, comprovante de sepultamento no lote e termo de cessão ou título de perpetuidade.

Para o recadastramento de pessoa jurídica, os documentos necessários são RG e CPF dos sócios, comprovante ou declaração de residência, certidão de óbito de sepultados no lote, comprovante de sepultamento no lote, termo de cessão ou título de perpetuidade e documento constitutivo da sociedade.

Para titulares já falecidos com mais de um herdeiro, haverá a necessidade de autorização, registrada em cartório por autenticidade, de todos os sucessores com a indicação de apenas um sucessor que se tornará titular do jazigo. 

Caso não seja realizado o recadastramento dentro do prazo estipulado, será iniciado procedimento administrativo de retomada de tais jazigos, que poderão ser incluídos na relação de abandonados, possibilitando: realização de exumação dos restos mortais que estejam dentro do período estipulado por lei; proceder às obras emergenciais para recuperação do jazigo e prevenção da contaminação do solo; utilizar os jazigos para ampliação da oferta de vagas de sepultamento.

O recadastramento deve ser feito nas seguintes unidades

– Cemitério São Gonçalo

– Cemitério São Miguel

– Cemitério do Pacheco

– Cemitério de Ipiíba

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *