quarta, 27 de janeiro de 2021

‘Réveillon Secreto’ em barco é descoberto em Búzios

A festa previa a aglomeração de 110 pessoas pagantes, com show de DJ, e serviço de comida e bebidas. Foto: Reprodução/Prefeitura de Búzios

Fiscais de Posturas e de Meio Ambiente da Prefeitura de Búzios notificaram, na tarde deste sábado (26), organizadores de uma festa intitulada “Réveillon Secreto”, que aconteceria num catamarã, a procederem com o imediato cancelamento do evento.

Contrariando os Decretos Municipais 1.533 e 1.536, que determinam redução da capacidade máxima de ocupação de embarcações e proíbem festas, eventos e shows com cobrança de ingresso, a festa previa a aglomeração de 110 pessoas pagantes, com show de DJ, e serviço de comida e bebidas.

Alertados por denúncias, os fiscais verificaram anúncios do evento que circulavam em grupos restritos de Whatsapp e internet. Chamou a atenção dos agentes públicos, a divulgação de texto destacando a impossibilidade da festa ser anunciada nas redes sociais, para justamente não chamar a atenção da Prefeitura, conforme segue:

“Não podemos divulgar nas redes sociais, pois devido a pandemia teríamos o risco de cancelarem o evento. Para todos os fins será um passeio de barco com DJ’s. Não iremos divulgar flyer do evento!”, diz trecho do texto de anúncio.

De acordo com o fiscal de Meio Ambiente, Gabriel Balod, qualquer evento sem as devidas licenças pode acarretar multa de até 10 mil UPFMs, que correspondem a cerca de R$30 mil, e ainda gerar a cassação do alvará da empresa.

Para o secretario de Meio Ambiente, Fernando Savino, é importante fazer valer as regras dos decretos para que todo o comércio consiga funcionar de forma segura, sem a necessidade de um novo lockdown.

“Não é pelo erro de alguns que todos vão pagar. A prefeitura está combatendo as festas clandestinas para que todo o comércio consiga funcionar de forma segura. O objetivo não é impedir ninguém de trabalhar, mas é preciso fazer valer os decretos municipais e protocolos de segurança em relação à pandemia. É importante que todos respeitem para não corrermos o risco de termos um novo lockdown”, disse.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *