quinta, 24 de setembro de 2020

Rio monta operação de segurança para Carnaval

O carnaval carioca contará com 377 blocos pelas ruas da cidade Foto: Arquivo

Com a finalidade de garantir a segurança dos foliões e turistas que participam do Carnaval no Rio de Janeiro, os sete “megablocos” que arrastam milhões de foliões pelas ruas do Rio contarão, pela primeira vez, com a presença de barreiras de segurança nas ruas. O principal objetivo é coibir pessoas que queiram entrar na área com garrafas de vidro e armas brancas.

Além dos sete megablocos, o Carnaval de 2020 da capital carioca contará com outros 377 blocos. O esquema montado especialmente para a folia conta com plano de mobilidade, limpeza urbana, saúde e segurança dos eventos oficiais. O Gabinete de Operação, criado especialmente para esta época, vai funcionar nos fins de semana, a partir deste sábado (8) até 1º de março. Serão 811 câmeras de monitoramento enviando mensagens para o Centro de Operações Rio (COR).

A prefeitura criou o Gabinete de Operação para integrar os órgãos da administração direta e indireta para planejamento e operação do Carnaval. A partir deste fim de semana, o gabinete – instalado na Sala de Crise do COR – funcionará nos mesmos moldes do gabinete de crise da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. O COR, a RIOTUR e a Secretaria de Eventos vão comandar a integração de todos os órgãos municipais ligados ao evento.

Tráfego

Serão 320 operadores por dia controlando o trânsito no entorno do Sambódromo, entradas e saídas da cidade, deslocamento dos carros alegóricos e blocos de rua. Haverá ações de ordenamento com equipes da Secretaria Municipal de Fazenda, Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) e apoio da Polícia Militar. Ao todo, seis mil guardas municipais realizarão patrulhamento, com apoio de cães adestrados. A Guarda Municipal também montará tendas operacionais na areia e ajudará na identificação de crianças com pulseirinhas em blocos e nas praias.

Saúde

Serão disponibilizados postos médicos no Centro, Copacabana, Leme, Ipanema, Leblon e Lagoa. A Secretaria Municipal de Saúde terá 210 profissionais integrando as equipes dos postos. Além disso, serão disponibilizadas 151 ambulâncias avançadas, que contarão com 302 médicos e enfermeiros. Em 2019, foram realizados 847 atendimentos e 100 remoções durante o período.

Vigilância Sanitária

A subsecretaria atuará na prevenção de riscos à saúde da população por meio de ações educativas, licenciamento sanitário e inspeções sanitárias. Ano passado, as equipes realizaram 388 ações prévias e 449 durante o período.

A Secretaria da Pessoa Com Deficiência distribuirá 300 convites por dia para que portadores de deficiência possam assistir desfiles das escolas na Passarela do Samba, com direito a um acompanhante. Durante os desfiles, haverá audiodescrição e libras.

Limpeza

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) contará com 1.180 garis por dia e 3.800 contêineres dispostos na concentração dos blocos. A empresa recomenda que as pessoas descartem o lixo corretamente em lugares adequados, utilizem banheiro químico e não usem garrafas de vidro. Serão 101 fiscais do programa Lixo Zero, realizado em parceria com a Guarda Municipal, que prevê a aplicação de multas para quem sujar a cidade.

(Agência Brasil)

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *