quarta, 02 de dezembro de 2020

Ruas da Região Oceânica começam a receber asfalto em outubro

As obras já somam 13 ruas com drenagem concluída, das 68 que serão contempladas. Foto: Douglas Macedo/Ascom Niterói

As obras de urbanização, drenagem e pavimentação nos bairros de Serra Grande e Maravista, na Região Oceânica, já somam 13 ruas com drenagem concluída, das 68 que serão contempladas. A previsão é que parte dessas vias comecem a receber pavimentação a partir de outubro.

Sete dessas ruas estão recebendo a colocação do meio fio e calçadas: a Estrada do Cantagalo e as ruas A, B, D, 35, 36 e Costa Rica (antiga rua oito). As que recebem execução de drenagem, com a colocação das manilhas, são as ruas Nicarágua (antiga rua 10), João Cabete, Professor José Vieira de Souza (antiga rua 11), Carlos Tavares Nunes (antiga rua 38) e avenidas Pilsen (antiga avenida 04) e Bahia.

As intervenções nos bairros Serra Grande e Maravista integram o pacote de obras de urbanização anunciado pela Prefeitura de Niterói em 2018. O projeto contempla também os bairros Santo Antônio, Maralegre e Engenho do Mato, um total de aproximadamente 200 ruas beneficiadas com drenagem e pavimentação. Serão cerca de R$ 210 milhões para os projetos, que serão executados com recursos do Município e da Cooperação Andina de Fomento (CAF).

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, enfatizou que o plano de infraestrutura da Região Oceânica é o mais importante investimento da história desta região e já garantiu a urbanização e qualidade de vida para moradores de áreas como Cafubá, Fazendinha, Bairro Peixoto e Boa Vista.

Moradora do bairro Serra Grande há três anos, Giotania Mattos, de 66 anos, lembrou que a obra de urbanização do bairro era um sonho antigo dos moradores.

“A gente precisava muito da urbanização dessas ruas. Com a drenagem, vai melhorar muito a nossa vida. Temos muitos idosos no bairro também e essa melhor qualidade de vida para todos será muito importante”, contou.

Investimentos

Desde 2013, são mais de R$ 100 milhões em investimentos. Foram drenados e pavimentados o Cafubá, a Fazendinha e o Bairro Peixoto, e parte de Piratininga, Camboinhas, Maravista e Maralegre. São mais de 150 ruas com obras executadas.

Em 2018, por exemplo, foram concluídas as obras da Avenida Professora Romanda Gonçalves, no Engenho do Mato. A via tem três quilômetros de extensão e recebeu investimento de R$ 19 milhões. Em 2017, foi entregue a maior obra de macrodrenagem de Itaipu e Piratininga, entre a Estrada Francisco da Cruz Nunes e a Avenida Almirante Tamandaré.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

1 thought on “Ruas da Região Oceânica começam a receber asfalto em outubro

  1. Na rua São Sebastião já passou da ora de se fazer a urbanização , com calçamento e drenagem são centenas de famílias que sofrem em dias de chuvas e semanas após elas . Pois a rua ( que poderia ser chamada de avenida ) fica impraticável , além do esgoto que fica muitas vezes a céu aberto .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *