sábado, 19 de setembro de 2020

São Gonçalo libera kit gratuito de autoteste para detectar HIV

O município, atualmente, trata 4.222 pacientes infectados. Foto: Ascom/São Gonçalo

Desde a última semana, a Policlínica Gonçalense de Referência para Doenças Crônicas e Transmissíveis Cazuza, no bairro Parada 40, em São Gonçalo, está disponibilizando autoteste para a detecção do HIV. O exame é gratuito, seguro e permite ao paciente resultado em até 15 minutos, além de poder ser realizado onde e quando a pessoa quiser, inclusive em sua própria residência. O município, atualmente, trata 4.222 pacientes infectados.

De acordo com a coordenadora do programa municipal IST/AIDS e Hepatites Virais, Monique Gonzalez, o teste é feito a partir da coleta de uma gota de sangue. “Esse exame é indicado para uso doméstico, como um autoteste de triagem inicial, conseguindo detectar a presença do vírus HIV”, explica.

Na caixa do autoteste contém manual de instrução, lanceta automática estéril, dispositivo de coleta de amostra, curativo adesivo e sachê com álcool. Os usuários com resultado positivo no autoteste devem refazer o exame em uma das três unidades de referência da cidade (Policlínica da Parada 40, Clínica da Família Dr Zerbini, no Arsenal, e no Polo Sanitário Hélio Cruz, no Alcântara).

Ainda de acordo com a coordenadora, as orientações são passadas no momento da retirada do autoteste. Cada pessoa, munida de documento com foto, pode retirar até cinco autotestes por mês. O exame é fácil e rápido, semelhante a um teste de glicemia.

Em funcionamento desde março, a Policlínica Gonçalense de Referência para doenças crônicas e transmissíveis Cazuza, na Parada 40, responsável pelos atendimentos para sífilis, HIV e hepatites virais realiza em média, semanalmente, cerca de 300 atendimentos de testagem rápida, acolhendo moradores do município e regiões vizinhas como Maricá, Itaboraí e Niterói.

São Gonçalo é uma das únicas cidades do Estado que realiza o atendimento em demanda espontânea, sem restrição aos demais municípios, e seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, cada caso positivo é notificado. De acordo com levantamento do Serviço de Atendimento Especializado (SAE), a maior incidência de casos de HIV é de jovens entre 15 e 29 anos, com uma média de 13 a 17 casos por semana.

“Damos toda assistência aos pacientes que realizam tratamento aqui, com atendimento médico especializado e distribuição de medicamentos, trazendo qualidade de vida aos nossos pacientes”, explica o secretário de Saúde, Jefferson Antunes.

Diversos profissionais, como infectologistas, hepatologistas, nutricionistas, ginecologistas, psicólogos, assistentes sociais, dentistas e pediatras realizam o tratamento dos portadores da doença após a confirmação do diagnóstico. Unidades de saúde também realizam a distribuição de preservativos e material educativo para a população.

A unidade realiza acolhimento de mais de quatro mil pacientes soropositivos em tratamento utilizando o coquetel antirretroviral e é responsável por realizar testagem rápida para sífilis, HIV e hepatites virais. Em 2019, a Secretaria de Saúde de São Gonçalo, através do programa Municipal de Ist/Aids, aumentou o número do Serviço de Atendimento Especializado (SAE).

Atualmente, São Gonçalo possui três pontos do programa com testagem rápida e tratamento para o HIV (Centro de Referência, Polo Sanitário Hélio Cruz e Clínica Municipal Dr. Zerbini), com infectologistas e enfermeiros, além de também aumentar o número de Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA).

Em outubro do último ano, São Gonçalo foi o primeiro município do Estado do Rio de Janeiro a receber o equipamento de carga viral rápida para HIV e hepatite C. Encaminhado pelo Ministério da Saúde, o aparelho possui uma técnica de alta sensibilidade que detecta e quantifica a carga viral, ou seja, o material genético do vírus, e baseado nesse resultado é que o médico infectologista avaliará se o paciente está respondendo ao tratamento. Com a nova aquisição, os resultados que antes levavam 15 ou 20 dias, serão obtidos no mesmo dia do exame.

A Policlínica Gonçalense de Referência para doenças crônicas e transmissíveis Cazuza tem como sede a Rua Dr. Francisco Portela (n° 2421), no bairro Parada 40, em São Gonçalo, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *