sábado, 23 de janeiro de 2021

São Gonçalo vai ganhar 60 leitos de Covid-19

Anúncio foi feito durante visita do prefeito Capitão Nelson (Avante), em duas unidades de referência para o tratamento do coronavírus. Foto: Divulgação

O prefeito de São Gonçalo, Capitão Nelson (Avante) visitou na manhã deste sábado (2), duas unidades referências para casos do novo coronavírus e determinou a ampliação do número de leitos para pacientes de covid-19 no município. De acordo com a prefeitura, a previsão é que sejam abertas 60 novas vagas até o final deste mês.

Serão 20 vagas para o Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças (Hospital das Freiras), na Lagoinha, e 40 para o Hospital de Retaguarda Gonçalense (antigo Menino Deus), no Centro, segundo a prefeitura.

A primeira vistoria do prefeito teve início por volta das 10h, no Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças, na Lagoinha.

Logo na entrada do setor de emergência, o prefeito constatou a falta de cobertura na área onde ficam as pessoas que aguardam o atendimento.

“Vamos chamar engenheiros e arquitetos para avaliar a construção de uma cobertura adequada. A população não pode ficar debaixo de sol e chuva enquanto espera ser atendida”, disse o prefeito.

De acordo com a prefeitura, a unidade de saúde vai expandir de 17 para 25 os leitos de CTI e de 26 para 38 os leitos de enfermaria disponíveis.

No final da manhã, o prefeito chegou ao Hospital de Retaguarda Gonçalense, antigo Menino Deus. A unidade possui 14 leitos de CTI e 16 vagas na enfermaria, além de um leito para intubação de pacientes.

Durante a vistoria, o prefeito foi ao segundo andar da unidade, que de acordo com a prefeitura, necessita de ajustes como instalação de equipamentos, ar condicionado e rede de gases.

“As salas já estão prontas. Basta instalar as portas, ar condicionado e rede de gases para que esses leitos possam atender a população”, disse Capitão Nelson.

O prefeito ainda determinou ao secretário de sáude e Defesa Civil , André Vargas, que uma ambulância fique disponível no Hospital de Retaguarda Gonçalense, que atualmente não conta com veículo para remoção de pacientes.

Além do secretário André Vargas, o chefe do executivo foi acompanhado do subsecretário de Urgência e Emergência, Luiz Fernando Fonseca, e também do presidente da Câmara Municipal, Lecinho Bredas (MDB) e do vereador Glauber Poubel (PSD).

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *