terça, 20 de outubro de 2020

Sucesso de combate à dengue em Niterói é alvo de estudo

Especialistas de vários países estão na cidade para conhecer as experiências bem-sucedidas no combate ao mosquito transmissor. Foto: Divulgação – Bruno Eduardo Alves

O prefeito Rodrigo Neves se reuniu na manhã desta quarta-feira (11) com membros da missão de avaliação externa da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Organização Mundial de Saúde (OMS), que estão em Niterói para avaliar o projeto Wolbachia, desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz.

A tecnologia já se mostrou promissora no combate às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya). Niterói é pioneira no uso da nova técnica de prevenção que já atinge 90% do seu território.

Os insetos infectados com a bactéria Wolbachia já foram liberados em 33 bairros de Niterói e ajudaram na redução, ano passado, de 90% nos casos de chikungunya na cidade.

A tecnologia inibe a transmissão de doenças que atingem o ser humano. Este ano, graças as ações de prevenção, Niterói não registrou casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

A comitiva da OPAS/OMS é composta por especialistas em saúde do Brasil, Estados Unidos, Porto Rico, México e Venezuela.

“Em 2013 nós tivemos uma epidemia de dengue e nos últimos anos fomos reduzindo o número de casos, a partir dessa parceria da Fundação Municipal de Saúde de Niterói com a Fiocruz, e chegamos em janeiro de 2020 aos menores índices já registrados”, ressaltou Rodrigo Neves.

A missão está se reunindo em um hotel da cidade e visitando unidades de saúde e comunidades de Niterói. A ideia, explica o médico Giovanini Coelho, um dos integrantes do grupo, é levar a experiência bem-sucedida de Niterói para outras regiões brasileiras e para países vizinhos.

“Buscamos trabalhar com novas ferramentas e estratégias no combate a endemias e Niterói é um exemplo para o país pelo seu pioneirismo”, destacou Giovanini Coelho.

A secretária municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcelos acompanhou o encontro que tem também a participação de representantes do Ministério da Saúde.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *