Tartaruga foi encontrada morta na tarde deste domingo (1º), em Itaipuaçu. Foto: Via Grupo Plantão Enfoco

Uma Tartaruga de Couro ou Gigante, a maior de todas as espécies de tartaruga marinha do mundo, foi encontrada morta na Praia de Itapuaçu, em Maricá, na tarde deste domingo (1º).

De acordo com uma equipe técnica do Projeto de Monitoramento de Praia da Bacia de Santos, após avaliação, foi verificado que se tratava de uma fêmea da espécie, que está na lista de animais ameaçados de extinção. A causa da morte ainda será investigada pela equipe veterinária.

Novembro é o mês considerado pico da temporada reprodutiva de tartarugas marinhas na costa brasileira. Neste período, as fêmeas se aproximam da costa para depositarem seus ovos na areia da praia. O sítio reprodutivo desta espécie no Brasil fica na foz do Rio do Doce, em Regência (ES).

As tartarugas de couro colocam em média 80 ovos por desova e podem subir na mesma praia até 10 vezes na mesma temporada. Os filhotes nascem após 60 dias em média e, ao nascerem se direcionam para o mar, onde enfrentam inúmeros obstáculos como a predação natural até a interação com redes de pescas, ingestão de resíduos e colisão com embarcações. Após vencer todos esses obstáculos, retornam para a mesma região onde se reproduzirem, completando assim seu ciclo de vida.

Comentários sobre “Tartaruga é encontrada morta em praia de Maricá

  1. Isso são as redes de espera assassinas dos pescadores artesanais de nossa praia

  2. Moro em Itaipuaçu e falta fiscalização. As redes ficam dias estendidas. Crime ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *