segunda, 28 de setembro de 2020

Teatro Municipal de Niterói comemora 25 anos de restauro com programação

Ingressos serão gratuitos. Foto: Divulgação

Na próxima quinta-feira (6), às 19h, o Teatro Municipal de Niterói abre sua temporada de 2020 em comemoração aos 25 anos de sua restauração. João Caetano chegará no século 21 e verá o Teatro que administrou no século 19. A noite contará com o lançamento da nova logo e do selo comemorativo, projeções na fachada e apresentações de artistas da cidade nos segmentos do teatro, da dança e da música; além de outras surpresas. O evento é gratuito e os convites estarão em balões prateados distribuídos ao público.

A noite contará com as apresentações da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói, Studio Arte dos Pés, Paradoxo Cia de Dança, bem como pequenas apresentações das peças “Encontro de Machado de Assis e Arthur de Azevedo”, “Capitães da Areia”, “O Despertar da Primavera” e “Onde estão os Miseráveis?”; e de shows de Mona Vilardo e Adriana Ninsk, além de música clássica com Márcio Selles e músicos da Orquestra da Grota.

Linha do tempo do Teatro Municipal

1991 – 1995 – O Teatro ficou fechado durante quatro anos para a mais completa e rigorosa restauração que se tem notícia na história do patrimônio cultural brasileiro. O Teatro Municipal João Caetano necessitava de recuperação de sua riqueza arquitetônica. O projeto de restauração de Cláudio Valério Teixeira foi premiado pelo Instituto Arquitetos do Brasil, em 1994. O passado da casa foi respeitado, conservado, reerguido graças a um trabalho minucioso, científico e detalhista feito pelos restauradores e arquitetos. O desafio foi manter os aspectos históricos (as linhas arquitetônicas neoclássicas da reforma de 1888 e 1889) e ao mesmo tempo dotá-lo de modernidade.

1995 – Finalmente, em 19 de dezembro de 1995, o Teatro totalmente restaurado é reinaugurado. Com capacidade para 421 lugares, ganhou o que há de mais moderno em equipamentos de segurança e conforto.

Desde então, manutenções preventivas e corretivas são feitas anualmente em janeiro e fevereiro, quando se faz uma varredura do telhado ao porão, para receber toda a programação, que se constitui ininterrupta até final de dezembro. O plano de manutenção é um serviço técnico, realizado por profissionais ou empresas de capacitação visando manter o padrão de intervenção realizado no restauro.

Em 2020, em função da temporada de bodas de prata comemorativa aos 25 anos do restauro, a fachada, seus ornatos e 42 camarotes estão sendo restaurados, além de toda a manutenção que é feita normalmente. Tais intervenções garantem e contribuem na conservação de verdadeiros suportes da memória coletiva da cidade de Niterói.

Concepção Arquitetônica

A fachada original do Teatro foi bastante danificada durante a Revolta da Armada, em 1883, e, durante a restauração, foi reconstituída baseada em iconografia existente. As características desta fachada são do estilo eclético neoclássico.

As cores adotadas na fachada foram indicadas por prospecções estratigráficas e documentação resgatada pela equipe de pesquisa histórica.  O pano de fundo em tonalidade ocre, recortado por frisos e relevos decorativos em branco, realçou as características arquitetônicas e estéticas do prédio, devolvendo a dignidade, a simplicidade, destacando-o de seu entorno.

Resgataram-se os aspectos característicos de 1904, que é a mais antiga fonte iconográfica encontrada. A iluminação anteriormente existente em forma de lampiões foi reintroduzida no plano da fachada central, contribuindo para a recuperação integral da tipologia arquitetônica da época.

Processo de restauração do Teatro

Detalhes do balcão. Foto: Divulgação

A premissa básica do processo de restauração foi compatibilizar as características arquitetônicas históricas e ao mesmo tempo modernizar o antigo teatro, permitindo sua adequação à contemporaneidade, o que marcaria definitivamente uma nova etapa na história desta casa de espetáculos.

Houve a preocupação em entender a restauração do Teatro Municipal João Caetano como um processo integrado, onde os núcleos históricos se adaptaram às novas intervenções arquitetônicas e equipamentos inseridos, visando conforto ambiental, segurança e desempenho técnico.

Racionalizou-se o fluxo de saídas do público, que agora permitem um rápido escoamento em caso de sinistro. As passagens, antes obstruídas por acréscimos mal realizados, foram totalmente liberadas e a construção de uma cortina corta-fogo garantiu a barreira entre palco e plateia, assegurando a saída tranquila em caso de incêndio.

Atualmente, o complexo do Teatro Municipal João Caetano conta com um conjunto constituído de três corpos edificados: O teatro propriamente dito, os anexos (camarins e operacional) e o anexo administrativo que abriga a Sala Carlos Couto. Estes três núcleos receberam tratamento cromático diferenciado, marcando assim épocas diversas de construção e assinalando funções específicas.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

2 thoughts on “Teatro Municipal de Niterói comemora 25 anos de restauro com programação

  1. Governo que valoriza a cultura merece todo apoio e palmas sem falar na bela arquitetura do teatro.quem cuida da cultura ,cuida do nosso processo evolutivo.parabens a prefeitura e ao prefeito de Niterói.nao e atoa que o prefeito e reconhecido por bom em toda sua gestão.
    T

  2. Muito bom!!! Irei conhecer com.certeza! Parabéns Prefeitura de Niterói ?????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *