sábado, 05 de dezembro de 2020

Tradicional Banda do Ingá agita foliões em Niterói

Banda do Ingá iniciou a concentração em frente a praia. Foto: Marcelo Tavares

Considerado um dos mais tradicionais blocos carnavalesco de Niterói, a Banda do Ingá deu início a festa deste ano, na tarde deste domingo (16), pouco depois do meio-dia. Completando 46 anos de existência, o desfile sofreu algumas alterações arrasta milhares de foliões do bairro de origem para o Centro.

De acordo com a organização, o bloco saiu da Rua Doutor Paulo Alves, como de costume, mas não foi em direção a Praia de Icaraí. Com novo itinerário, os foliões seguiram em direção ao Caminho Niemeyer, no Centro. A concentração aconteceu na Avenida Engenheiro Martins Romeo e o trio percorrerá pela Rua São Sebastião e a Avenida Visconde do Rio Branco.

Foliões chegaram por volta das 14h30 ao Caminho Niemeyer. Foto: Marcelo Tavares

Por volta de 14h30, a multidão de foliões que desfilaram junto com a Banda do Ingá, chegou no Caminho Niemeyer. Onde um segundo Trio elétrico já está com o som nas alturas, contagiando ainda mais os foliões.

Segundo o secretário de Esporte e Lazer e presidente da Banda do Ingá, Luiz Carlos Gallo, um dos motivos para a mudança do trajeto foi atendendo a pedido de moradores e para a melhoria na dispersão dos foliões.

“Nos últimos anos, ao final do evento não estava havendo a dispersão da multidão, o que atrapalhava o trânsito na Estrada Fróes, em Icaraí”, declarou.

Morador do bairro de Neves, em São Gonçalo, o folião Bruno Ventura, de 31 anos, já se considera um veterano no bloco.

“Sempre venho na Banda do Ingá com os meus amigos. Na verdade, nos conhecemos aqui no bloco há uns cinco anos. Um dia antes, eu já vou para casa do meio amigo e só volto para São Gonçalo depois do bloco”, disse.

A aposentada Maria Lúcia Albuquerque, de 72 anos, contou que também não perde uma edição da Banda do Ingá. Para a foliã, o carnaval resgata uma energia positiva para a cidade.

“A Banda do Ingá é uma tradição no nosso bairro e eu acho muito boa essa energia do carnaval. Sempre me junto com outras vizinhas para ver o bloco desfilar na frente da minha casa”, relatou.

Cinco bandas ficarão responsáveis por animar os foliões no ponto final do bloco, que é no Caminho Niemeyer, com previsão de término às 20h.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

4 thoughts on “Tradicional Banda do Ingá agita foliões em Niterói

  1. Roubaram minha moto na rua do bloco de ontem parada.
    Placa Mercosul
    Kwe2g45

  2. Como moradora do Ingá, vejo o bloco como uma alternativa que atrapalha muito quem reside aqui. Os foliões que prestigiam vem de São Gonçalo, Maricá e Itaboraí. Morador de Niterói mesmo são raros. O evento gera perigo por causa dos roubos constantes e tumultos rotineiros que vem das brigas insufladas pelas pessoas bêbadas. Suja as ruas e atrapalha o transito. Percebe-se que o evento, feito em Niteroi e no bairro do Ingá, não é direcionado a esses moradores. Vale repensar uma estratégia para atender ao público que prestigia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *