terça, 24 de novembro de 2020

Vereadores pedem mais segurança para Maricá

O crescente número de assaltos a transeuntes, carros e residências despertou preocupação nos vereadores que discutiram medidas para inibir esses índices negativos durante sessão na Câmara Municipal de Maricá.

Reforço foi solicitado principalmente para o período de carnaval (Foto: Arquivo/Ibici Silva)

Os parlamentares solicitaram um efetivo maior de policiais na cidade. O vereador Ismael Breve (DEM) solicitou o reforço principalmente durante o Carnaval.

“Estive em conversa com nosso secretário de Governo e fiz cobranças quanto a nossa segurança e ele me passou que o prefeito está em conversa com os comandos e está pedindo para que nossa cidade, principalmente no Carnaval, tenha policiamento e que não tirem os policiais daqui para mandar para Niterói”, disse.

O vereador Cemar (Solidariedade) informou que participará de uma reunião com o comando do 5° Batalhão para viabilizar mecanismos de defesa contra assaltos ocorridos nos coletivos da Viação Nossa Senhora do Amparo na altura do Instituto Nacional de Traumatologia (Into), no Rio.

“Amanhã, às 15h, vou participar de uma reunião com o comandante do 5º batalhão para que possamos falar sobre os assaltos. Vamos buscar e trazer soluções para o município”, contou.

O vereador Chiquinho (PP) levantou alguns casos recentes de violência ocorridos na cidade. Ele solicitou a colocação dos módulos de segurança nas entradas e saídas do município.

“A falta de efetivo prejudica o policiamento em Maricá. Vim mostrar isso porque tem nove dias que aconteceu isso tudo em nossa cidade. As patamos de Maricá estão em São Gonçalo e em Niterói. Maricá já não tem policial e estão tirando daqui para levar para outro lugar”, disse.

O vereador Dr. Richard (PT) salientou que a Segurança Pública é responsabilidade do Governo do Estado.

“Não podemos esquecer que a questão da segurança é uma obrigação do Estado e não do município. Precisamos de um batalhão nesta cidade”, afirmou.

Marcus Bambam (PV) ressaltou o trabalho feito pelos policiais do Proeis.

“Imagina se não tivéssemos contratado os policiais do Proeis. A situação estaria muito pior. Esses policiais estão aqui prendendo, rodando, atuando, conversando com os moradores”, elogiou.

O vereador Rony Peterson (PR) sugeriu uma reunião com autoridades a fim de encontrar uma solução rápida para sanar a violência.

“Temos que ter uma audiência com o secretário de Polícia para mostrar para ele como é Maricá. Esse é nosso dever. Concordo que o Proeis tem mais de 70 policiais diários em nossa cidade e temos que observar o trabalho fantástico feito pela 6ª Companhia”, disse.

Saúde e Transporte

O líder do Governo, Fabrício Bittencourt, anunciou que o Hospital Municipal Che Guevara deverá ser inaugurado até o meio deste ano.

“Recebi uma nota da Secretaria de Saúde informando que o hospital será inaugurado até o meio do ano. A vigilância exigiu questões técnicas que estão causando atrasos na inauguração”.

O vereador Dr. Felipe Auni aproveitou para anunciar que os equipamentos para a nova unidade estão sendo comprados.

“A previsão do término de obras é em maio desse ano. Tivemos problemas com a Vigilância Sanitária, mas em julho devemos inaugurar. Os equipamentos estão sendo adquiridos, principalmente pelas emendas parlamentares conseguidas por nosso prefeito Fabiano Horta”.

O vereador Ricardinho Netuno (Patri) pediu fiscalização no transporte alternativo na cidade. Segundo ele, há vans clandestinas circulando entre o Rio do Ouro e o Centro.

“Quero solicitar ao André Casquinha que faça uma fiscalização maior em relação a vans clandestinas de outros municípios que estão vindo fazer transporte em nossa cidade. Foi criada uma linha do Rio do Ouro para o Centro de Maricá. Essa linha tem trazido problemas para os trabalhadores de nossa cidade”. 

Ordem do Dia e Moções 

Foi votado Projeto de Lei de autoria do vereador Chiquinho para denominar como Avenida Vereadora Romilda Nunes, a atual Avenida Itaocaia Valley, em Inoã.

Também foi votado Projeto de Resolução de autoria do vereador Ricardinho Netuno que trata da criação da Comissão Permanente de Desportos, Cultura e Lazer. Os parlamentares votaram moções de autoria do vereador Felipe Paiva a Rene Ferreira Lazari, Jhonnatas Silva, Sheyla Azevedo e a Elaine Alves.

Os vereadores votaram também moção de autoria do vereador Marcus Bambam à secretária de Educação Adriana Luiza e a sua equipe. O vereador Felipe Auni concedeu moção a João Pedro Martins.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *