terça, 24 de novembro de 2020

Vítimas do coronavírus em Niterói serão cremadas no Rio

Risco de falta de vagas na pandemia levou Niterói a buscar alternativa. Foto: Agência Brasil

A Prefeitura de Niterói contratou uma empresa especializada em cremação para evitar falta de vagas no sistema funerário. Foram requisitadas 120 cremações para atender a demanda da pandemia do novo coronavírus. O extrato do contrato foi publicado no diário oficial desta quinta-feira (7).

Após pesquisa de preços, o município convocou a Concessionária Reviver, que opera o cemitério e o crematório de São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária do Rio. A empresa foi contratada por R$ 202 mil, mas serão pagos apenas os serviços prestados.

“O mais indicado no caso do coronavírus é a cremação. A família que decide, mas vamos dar a opção da cremação para as famílias carentes e a prefeitura vai arcar com todos”, afirmou o secretário municipal de Obras, Vicente Temperini.

Esta medida vem na sequência da ordem para ampliação da capacidade no Cemitério do Maruí. Estão sendo construídas mais 352 gavetas no cemitério, que já havia passado por uma ampliação recente.

Niterói registrou, até quarta-feira (7), 33 óbitos relacionados à doença, além de 527 casos confirmados.

Publicado às 11h55.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *