segunda, 19 de outubro de 2020

Witzel quer convocar profissionais da saúde de outros estados e países

Governador anunciou que decreto será publicado nesta segunda-feira (11). Foto: Eliane Dias/Fotos Públicas

O Governo do Estado pretende convocar profissionais de saúde, em níveis nacional e internacional, para atuar no combate ao novo coronavírus no Rio. A medida foi anunciada em uma rede social pelo governador Wilson Witzel (PSC), no fim da manhã deste sábado (9).

De acordo com Witzel, um decreto, que será publicado na próxima segunda-feira (11), determinará que a Secretaria de Estado da Saúde convoque esses profissionais, de outros estados e país, visando a ampliar a capacidade de assistência aos pacientes contaminados pela doença.

A regulamentação quanto ao processo seletivo e chamada dos candidatos ainda será divulgada pela secretaria. Em março, o Ministério da Saúde anunciou o cadastro de profissionais de 14 categorias para atuar em todo país no combate ao coronavírus.

A iniciativa era parte da ação estratégica “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde”, criada pelo Governo Federal, considerando a emergência em saúde pública decorrente da Covid-19.

Número de leitos

O Ministério Público do Rio (MPRJ), o Ministério Público Federal, a Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do Rio, expediram na sexta-feira (8), uma recomendação ao governo do estado do Rio para que, em um prazo de cinco dias, divulgue o número de leitos disponíveis de Clínica Médica e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em hospitais da rede pública e privada.

No texto, as instituições solicitam um registro diário dos dados, em sistema informatizado a ser disponibilizado pelo gestor estadual do Sistema Único de Saúde (SUS). A recomendação tem por base a falta de divulgação pelo Estado de estudos, análises e informações estratégicas que fundamentem uma possível decisão administrativa de requisitar bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas.

Entre as ações recomendadas pelas instituições estão: divulgação de dados atualizados do número de respiradores/ventiladores pulmonares, da taxa de ocupação dos leitos, da indicação daqueles que são referentes ao atendimento a pacientes infectados com o coronavírus e do número de pacientes internados suspeitos e confirmados com a doença.

Publicada às 12h42

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *