emporada aguardada há mais de um ano pelo público carioca, o espetáculo volta à cidade em montagem inédita para o formato circular do Teatro Arena do Sesc Copacabana, com estreia marcada para quinta-feira (12), às 19h, em noite de festa. Desde que estreou, em 2017, foram 125 apresentações em 13 cidades brasileiras para quase 50 mil pessoas, colecionando 40 indicações e 14 prêmios recebidos.

A montagem de Bia Lessa é baseada em um dos maiores e mais densos clássicos da literatura nacional do século XX, obra prima do autor brasileiro João Guimarães Rosa. Sucesso de público e de crítica, o espetáculo foi apresentado, além do Rio, em São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Brasília, Fortaleza, Manaus, Santos, Porto Alegre, Niterói e São José dos Campos, nos principais teatros brasileiros.

O espetáculo ganhou os mais importantes prêmios de teatro. Recentemente, pelo XIII Prêmio APTR, foi vencedor nas categorias de melhor espetáculo, melhor direção, melhor cenografia e melhor ator, sendo o espetáculo com maior indicações e troféus desta edição, dentre os 350 espetáculos apresentados nos palcos cariocas em 2018. Somam-se a estes, os prêmios de melhor direção pelo APCA 2017; melhor direção e melhor ator (Caio Blat) no Prêmio Shell; melhor espetáculo de teatro no Prêmio Bravo! 2018; e melhor espetáculo independente e melhor arquitetura cênica no Prêmio Aplauso Brasil de Teatro, bem como foi agraciado pelo Questão de Crítica. Bia Lessa recebeu ainda o Prêmio Faz Diferença do jornal O Globo na categoria Teatro.

Caio Blat, Luiza Lemmertz, Luisa Arraes, Fábio Lago, José Maria Rodrigues, Balbino de Paula, Daniel Passi, Elias de Castro e Lucas Oranmian seguem no elenco afinado, que passa mais de duas horas ininterruptas em cena. A novidade é Isabelle Nassar, selecionada durante um workshop promovido pela direção, que recebeu 280 inscrições, para seleção da nova atriz.

Para dar vida ao mítico sertão, Bia reuniu nomes como Egberto Gismonti (música), Dany Roland (trilha musical), Camila Toledo (concepção espacial, com a colaboração de Paulo Mendes da Rocha), Sylvie Leblanc (figurino) e o saudoso cenógrafo Fernando Mello da Costa (adereços).

Como afirmou o crítico de teatro Dirceu Alves Jr., em 2017, na Revista Veja SP, “a mão delicada de Bia se reflete em passagens ousadas, como a cena de sexo protagonizada pela atriz Luisa Arraes e por Caio Blat. Por tudo isso, o espetáculo enche os olhos do público. O trunfo da diretora, no entanto, está na condução do elenco. Se Caio Blat beira o sublime na angústia de Riobaldo, os outros nove atores (…) formam um conjunto harmônico e raro de ver em grupos tão numerosos”.

Na época da montagem no CCBB, em 2018, o crítico teatral Gilberto Bartholo afirmou entusiasmado: “Obra-prima!!! É como qualifico o espetáculo ‘Grande Sertão: Veredas’, uma leitura cênica, ou uma ‘instalação cênica’, de um dos melhores livros da literatura brasileira, mundialmente consagrado, de autoria de um gênio, João Guimarães Rosa, idealizada e realizada por uma das nossas grandes encenadoras, Bia Lessa”.

SERVIÇO

Espetáculo “Grande Sertão: Veredas”
Datas: 12 de setembro a 27 de outubro de 2019
Dias da semana: de quinta a domingo
Horário: 19h
Abertura do foyer: 18h
Abertura do teatro: 18:30h
Local: Arena do Sesc Copacabana
Endereço: Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, Rio de Janeiro – RJ
Ingressos: R$ 7,50 (associado do Sesc), R$ 15 (meia), R$ 30 (inteira)
(Ingresso solidário R$ 15,00 (meia) com a doação de 1 kg de alimento para o Projeto Mesa Brasil do Sesc RJ)
Informações: (21) 2547-0156

Comentários sobre ““Grande Sertão: Veredas” volta ao Rio de Janeiro

  1. Moro em Araruama e gostaria de comprar ingressos online. Com devo fazer? Há algum site de vendas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *