quinta, 21 de janeiro de 2021

Artistas do setor cultural de Niterói com pagamentos atrasados

Grupo não recebeu pagamento da Prefeitura desde 2019. Foto: Redes Sociais

A banda Sinfônica Ambulante, considerada Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio de Janeiro, e a Associação dos Trabalhadores em Artes Cênicas de Niterói (Atacen), divulgaram uma carta aberta à Prefeitura de Niterói, na última sexta-feira (8), alegando o não pagamento dos salários nos anos de 2019 e 2020.

De acordo com a organização do coletivo Sinfônica Ambulante, formada por 14 músicos, desde novembro de 2019, quando se apresentaram na Conferência Internacional de Democracia e Cultura, na Sala Nelson Pereira dos Santos, em Niterói, já tiveram problemas com os pagamentos.

“Viemos por meio desta nota tornar público o fato de termos feito seis shows nos anos 2019 e 2020, em eventos organizados pela ou em parceria com a Prefeitura de Niterói e, até a presente data, não termos recebido os cachês acordados”, diz a nota.

As apresentações que aconteceram nas inaugurações das decorações do Natal de São Francisco, Campo de São Bento e Horto do Fonseca em dezembro de 2019, evento “New Flow” em janeiro de 2020, e apresentação de Arraiá em formato de live no Caminho Niemayer em agosto de 2020, foram eventos em parceria com a Prefeitura, que não foram acertados, segundo a denúncia.

No início da tarde desta sexta-feira (8), a Associação dos Trabalhadores em Artes Cênicas de Niterói (Atacen), também divulgou uma carta pública à Prefeitura, falando sobre os atrasos. De acordo com a classe, cerca de 50 artistas estão aguardando o pagamento.

“A Diretoria da Associação dos Trabalhadores em Artes Cênicas de Niterói (ATACEN), após tomar conhecimento dos diversos atrasos de pagamentos, por parte da Prefeitura, que afetam diversos setores da cultura da cidade como a música, o audiovisual e até os estagiários do setor, vêm a público informar que também sofre com atrasos inexplicáveis de seus eventos do ano de 2020. Eventos tradicionais como a Mostra de Teatro Adulto e Mostra de Teatro Infantil, realizados respectivamente em agosto de 2020 e outubro de 2020, ainda não foram pagos. São cerca de 50 artistas aguardando uma informação quando receberão pelo trabalho já realizado”, diz a nota.

Procurado, o atual secretário de Cultura de Niterói, Leonardo Giordano, informou que está conversando com o prefeito Axel Grael (PDT), com Ellen Benedetti, da Secretaria de Planejamento, e com Marcos Sabino, da Fundação de Arte de Niterói (FAN) para que o pagamento seja realizado.

“Ainda é cedo para conseguir cravar prazos porque a mudança de gestão aconteceu há poucos dias, mas é nisso que temos trabalhado. O sentido é que todo mundo seja pago e que cada compromisso anterior seja honrado adequadamente”, disse Giordano.

A Secretaria Municipal das Culturas e a Fundação de Arte de Niterói informou, no entanto, que os pagamentos para as  entidades e profissionais de cultura serão feitos assim que for aberto o orçamento da Prefeitura para o exercício 2021. A previsão é que tudo esteja quitado até o fim deste mês.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *