sábado, 05 de dezembro de 2020

Casas de show liberadas no Rio

Venda de ingressos devem ser pela internet e a limitação é de 50% do público. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio anunciou nesta quinta-feira (1º) o início da fase 6B de retomada das atividades na cidade. Entre as novidades, casas de show voltam a ter autorização para funcionar, desde que com lugar marcado, venda de ingressos pela internet e limitação de 50% do público.

A música ao vivo passa a ser liberada em bares e restaurantes, mas sem pistas de dança (boates ainda não têm permissão de funcionar). Cinemas e teatros, que estavam autorizados a reabrir com 50% da capacidade desde 14 de setembro, passam, a partir deste dia 1° de outubro, a poder vender comida e bebida aos clientes.

Lonas culturais, arenas e circos também podem reabrir. Em todos esses casos, a Prefeitura informou que é indispensável que sejam seguidas as ‘regras de ouro’, com uso de máscara e álcool em gel, e cumpridas as determinações legais para evitar aglomerações.

Eventos como casamentos, batizados e cerimônias diversas também podem voltar a acontecer, mas com restrição na quantidade de público, limitada a um terço da capacidade. O mesmo vale para casas de festas infantis. Estão liberados eventos de entretenimento em espaço aberto e fechado, exceto rodas de samba e atividades em quadras de escolas de samba.

Feiras de arte e artesanato também podem voltar a ocorrer. O mesmo acontece para os food parks, que reúnem food trucks em eventos de gastronomia. Nos clubes e academias, as aulas de hidroginástica estão permitidas, mas com limite de 50% da capacidade de público.

“A fase 6B tem previsão de 15 dias, e então será feita uma avaliação. É a última fase dessa retomada de atividades econômicas que iniciamos em junho. Em seguida, poderemos passar ao período conservador, e espero que as pessoas estejam conscientes da necessidade de usar máscara e manter higienização das mãos e evitar aglomeração, até que tenhamos a vacina contra a covid-19”, disse o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos).

Flávio Graça, superintendente de educação da Subsecretaria municipal de Vigilância Sanitária, subordinada à Secretaria municipal de Saúde, reforçou o pedido para que as pessoas respeitem as ‘regras de ouro’.

“Se ninguém deseja o retorno à quarentena, é muito importante que todos contribuam, cada um com sua parcela, mantendo o padrão de comportamento dentro do novo normal”, alertou.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *