sexta, 30 de outubro de 2020

Cubango enfrenta problemas durante desfile

O segundo carro, intitulado ‘Revolta dos Malês’, sofreu danos na estrutura durante o desfile. Foto: Plantão Enfoco

Quinta escola a desfilar, a Acadêmicos do Cubango sofreu com imprevistos durante a passagem pela Marquês de Sapucaí, na primeira noite da série A do Carnaval, na madrugada deste sábado (22). A agremiação de Niterói entrou na avenida, por volta de 2h30, trazendo a história do intelectual negro Luiz Gama, considerado o Patrono da Abolição da Escravidão no Brasil.

A agremiação da Zona Norte de Niterói trouxe, ao todo, 2,3 mil componentes em 21 alas, além de três carros alegóricos e um tripé, sendo o abre alas acoplado. Este último foi o primeiro a apresentar problemas ainda na entrada da Avenida. Integrantes da escola tiveram dificuldades para manobrar a acoplagem e colocar na ordem do desfile.

O enredo da agremiação, ‘A Voz da Liberdade’, foi elaborado pelos carnavalescos Raphael Torres e Alexandre Rangel. A dupla já trabalha em parceria há 12 anos, no entanto está a primeira vez que comandam o desfile da Cubango.

Sei do meu valor
Não me bote preço não, bote não Senhor
Que meu povo é bom de luta
Alforria fez morada em meu peito
É preto sim, meu legítimo direito.

Samba-enredo da Acadêmicos do Cubango

No primeiro setor, a escola abordou os ancestrais de Luiz Gama, retornando ao Reino de Benim – estado africano do período pré-colonial da Nigéria. A história ainda retratou o tráfico de escravos para o Brasil e discorreu sobre a Revolta dos Malês, ocorrida em 1835 e liderada por Luísa Mahim, mãe do personagem.

Componentes auxiliaram. Foto: Plantão Enfoco

O segundo carro, que tratava sobre o assunto, também pode tirar pontos da escola. A pata de uma das esculturas de cavalos se desprendeu e componentes precisaram segurar durante toda a passagem.

Apesar das adversidades, a Cubango conseguiu apresentar um desfile de qualidade. A escola entrou na Avenida já sem chuva e empolgou com o samba-enredo. O mestre da bateria Demétrius comentou sobre a atuação dos instrumentistas.

“A gente decidiu fazer três paradinhas e a bossa do punho cerrado. E ainda uma surpresa que foi o Renan, que saiu da frente da bateria e abriu um livro. Estamos confiantes”, declarou o mestre, que atua na escola desde 2017.

Enredo

Considerado Patrono da Abolição da Escravidão no Brasil, Luiz gama foi jornalista, poeta e advogado abolicionista. Mesmo livre, ele foi escravizado e lutou pela libertação de mais de 500 escravos do cativeiro ilegal.

Estudou Direito por conta própria e atuou na defesa de outros negros que buscavam liberdade. Além de contar sua história, a escola vai questionar seu apagamento e reivindicar uma sociedade com mais igualdade entre brancos e negros.

Personalidades

Autoridades e políticos de Niterói desfilaram na ala da diretoria da escola. Entre os presentes, estava o prefeito Rodrigo Neves, os deputados estaduais Paulo Bagueira e Waldeck Carneiro, além do secretário de planejamento do município e pré-candidato à prefeitura, Axel Grael.

De acordo com o prefeito, a Cubango tem uma tradição de fazer sambas vinculados à história e a luta do povo negro. Segundo Neves, é importante debater o tema, sobretudo durante o Carnaval.

“O Cubango é o bairro mais negro de Niterói, com uma história extraordinária. Porque ali era o lugar onde os negros resistiam e, infelizmente, também sofriam a escravidão. Esse enredo fala de coisas muito bonitas, como a igualdade racial, a justiça e a liberdade. As comunidades desceram, do Abacaxi, do Serrão, da Iara, para um desfile com muito samba”, disse.

Axel completou a fala do chefe do Executivo, exaltando a importância história da agremiação para o povo de Niterói.

“É uma escola tradicional da cidade que congrega várias comunidades, que tem hoje um momento de felicidade e orgulho. Então, está aqui representando a cidade de Niterói e temos muita esperança de um resultado bom”, afirmou.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *