sexta, 23 de outubro de 2020

Deborah Secco sem filtro: ‘Ninguém sabe onde tudo isso vai acabar’

Atriz aproveita o confinamento para ficar com a família. Foto: Rede Social
Atriz aproveita o confinamento para ficar com a família. Foto: Rede Social

Enquanto não volta a atuar nas telinhas, a atriz Deborah Secco comentou pelas redes sociais como está lidando com a quarentena: “Melhorei minhas habilidades na cozinha. Aprendi a fazer macarrão aos quatro queijos gratinado! Além disso, tenho aproveitado o tempo com minha filha e meu marido sem pressa de acabar. Antes, eu tinha uma horinha com a Maria à noite e também via pouco o Hugo. Agora aproveitamos sem pressa”, comemora.

Em entrevista ao Canal Brasil, a atriz revelou também que a pequena Maria Flor, de 4 anos, é muito despachada e já percebeu que a menina tem talento para a vida artística: “Não conto muito minha história para tentar não induzir, mas ela diz todo dia que quer fazer teatro. A maior riqueza que eu tive na minha vida foi a minha mãe ter acredito no meu sonho. Eu descobri muito cedo o que eu queria ser e graças a Deus ela batalhou e me deixou batalhar”, lembra.

A atriz, que integra o elenco de uma das novelas da Rede Globo – interrompida por conta da pandemia – lamenta a mudança e diz que não sabe nada sobre o futuro de sua personagem.

Como não há previsão de voltar a gravar, ela se livrou do visual de Alexia/Josimara e tirou o megahair com a ajuda do marido: “Foi um pouco frustrante, né. Na hora que engatou, que estava ficando bom, o personagem estava em um momento divertido, a gente teve que parar. Ninguém sabe onde tudo isso vai acabar”.

Trajetória

Intérprete de grandes papéis no cinema como Bruna Surfistinha e Judite, em “Boa Sorte”, Deborah Secco diz que se deu um prazo até os cinco anos da filha para buscar personagens como os que marcaram sua careira e que exigem uma doação muito intensa como atriz.

“Filmes de personagem são, para o ator, uma grande oportunidade. Quando comecei a preparação para viver a Bruna, eu não tinha ideia do quão transformador ele seria pra minha vida”. E continua ao avaliar o trabalho em “Boa Sorte”: “Emagreci 15 quilos. Dieta é uma coisa muito complexa pra mim. A Judite tem um olhar meio vazio, esse olhar que já enxergou a linha de chegada, esse olhar que já viu o fim. É um olhar muito diferente do olhar vivo que a gente tem, do olhar curioso. Fui conviver com algumas crianças terminais e foi muito duro pra mim”.

Quando perguntada sobre o que vai fazer assim que acabar o distanciamento social, Deborah diz que está morrendo de saudade de trabalhar e que não vê a hora de voltar aos estúdios.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *