terça, 22 de setembro de 2020

Icaraí recebe peça inspirada no ‘teatro do absurdo’

Peça escrita pelo dramaturgo espanhol José Sanchis Sinisterra faz tribuito a Beckett. Foto: Nepac/Divulgação

As apresentações programadas para 11 e 18 de fevereiro marcam a despedida da peça ‘Pervertimentos e Outros Gestos Para Nada’ no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, em Icaraí, na Zona Sul de Niterói. O espetáculo, que interage com a instalação cenográfica exposta no espaço, está em temporada no centro cultural desde janeiro.

A peça parte de textos do dramaturgo espanhol José Sanchis Sinisterra, traduzidos e dirigidos por Leonardo Simões. Em ‘Pervertimentos e Outros Gestos Para Nada’, a provocante dramaturgia de Sanchis Sinisterra assume a homenagem a uma grande referência do Teatro do Absurdo: o dramaturgo Samuel Beckett, autor de “Esperando Godot”, uma das obras mais revolucionárias do século XX.

Sinisterra propõe cenas quase abstratas, com textos descontínuos e muitas vezes cíclicos, que abordam principalmente o paralelo entre as relações humanas e a teatralidade, colocando em questão os conceitos diluídos de personagem, autoria, representação e espectador.

A peça, conjugada com a exposição, problematiza a impossibilidade da comunicação humana; a existência efêmera como uma sucessão de fazeres enquanto se espera algo; a solidão; a finitude; e a degradação das relações.

O diretor Leonardo Simões atua também como ator em cena, ao lado da atriz Raquel Penner e da violoncelista Gabriela Sepúlveda. O violoncelo, mais do que instrumento musical, atuará como um quarto integrante. Com sua sonoridade que se aproxima da voz humana, será uma testemunha pulsante que irá reagir ao ato sacro-profano dos atores.

A dinâmica da encenação irá abranger a varanda e o espaço superior (Sala Hilda Campofiorito), onde haverá um painel sobre o autor, ao lado de informações sobre as trajetórias da Ofício e do Núcleo de Ensino e Pesquisa de Artes Cênicas (Nepac), que está completando 10 anos. O espetáculo se encerra no Terraço, com um debate entre os integrantes e o público.

O projeto cênico integrado, que articula diferentes formas de expressão artística, é uma realização da Ofício Produções, em parceria com o NEPAC (Núcleo de Ensino e Pesquisa de Artes Cênicas). Tal fusão, que traz o teatro como principal elemento, tem como estímulo o próprio artista-empreendedor que dá nome ao espaço: Paschoal Carlos Magno foi um homem de teatro; visionário experimentador de possibilidades; incentivador de novos talentos; um transgressor de limites, cuja história se mistura às raízes do moderno teatro brasileiro.

‘Pervertimentos e Outros Gestos Para Nada’ foi contemplada pela Chamada Pública para Teatro Adulto em Novos Espaços Cênicos da Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal das Culturas e Fundação de Arte de Niterói (FAN).

Serviço

Apresentações: 11 de fevereiro às 20h e 18 de fevereiro às 20h

Entrada gratuita: Evento com lotação de 40 espectadores. Serão distribuídas senhas no local, meia hora antes de cada apresentação.

Local: Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Galeria Quirino Campofiorito. Rua Lopes Trovão s/nº, Campo de São Bento, Icaraí

Duração: 70 minutos

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *