terça, 22 de setembro de 2020

Inepac completa 45 anos e realiza live nesta sexta

Instituto Estadual do Patrimônio Cultural completa 45 anos. Foto: Divulgação

Responsável pela preservação do patrimônio cultural em todo o estado do Rio, o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) completa 45 anos neste sábado (22). Ao longo desse período, são 1.677 bens tombados em todas as regiões do estado.

Em 2020, o trabalho é para aumentar esse número: o Inepac, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj), trabalha em mais de 20 processos, sendo que seis já estão concluídos e devem ser autorizados pelo governador Wilson Witzel nas próximas semanas.

Com essas novidades, para celebrar os 45 anos do Inepac, será realizada uma live nesta sexta-feira (21), às 18h, pelo instagram do Instituto de Direito Administrativo do Rio de Janeiro (Idarj). Com o tema “A Proteção do Patrimônio Cultural”, o evento terá as participações do diretor-geral do Inepac, Claudio Prado de Mello; do diretor do Idarj e líder da RPDC, Maurício Jorge Pereira da Mota; da professora do Lincoln Institute of Land Policy (Cambridge.MA.USA),  Sonia Rabelo; do mestre em História e Membro do Conselho Estadual de Tombamento,  Antonio Seixas; e do procurador federal junto ao Iphan,  Thiago Erthal.  

“É uma data para ser comemorada. Agradecemos a todos os colaboradores, gestores e a todos que contribuíram com essa história. Neste momento, estamos trabalhando muito em várias frentes. Neste momento temos em adiantado estado seis processos de tombamento e outros em andamento que serão concretizados até dezembro” disse Claudio Prado de Mello.

Atuação em todo estado

O Instituto elabora estudos, fiscaliza e vistoria obras e bens tombados, emitindo pareceres técnicos, pesquisando, catalogando, inventariando e efetuando tombamentos. Desde a flexibilização do isolamento social da Covid-19, técnicos do Inepac estão visitando diversas cidades para fazer um mapeamento dos patrimônios. O estudo tem como objetivo reforçar a preservação dos bens, tanto material quanto imaterial. Uma das novidade será a abertura do escritório do Instituto em Campos, que ficará responsável pelas regiões Norte e Noroeste Fluminense.

“O Inepac realiza um trabalho muito importante para a preservação histórica em todo o estado. E o nosso objetivo é fortalecer cada vez mais esse trabalho em todos os municípios do Rio”, conta Danielle Barros, secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Canal de denúncias 

Criado há cinco meses, o Brigada do Patrimônio se tornou um canal importante para a preservação histórica do Estado do Rio de Janeiro. O Inepac tem recebido diversas informações dos colaboradores do movimento, através do número (21) 98913-1561, que também possui o serviço de WhatsApp e funciona 24 horas por dia. 

O Brigada do Patrimônio é um sistema voluntário e colaborativo, envolvendo membros de todo o estado que estão sendo credenciados. 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *