quinta, 21 de janeiro de 2021

Após acidente fatal, surfista responderá em liberdade

Acidente na Lagoa-Barra fez vítima fatal. Foto: Reprodução

O surfista carioca Felipe Cesarano, que causou um acidente fatal ao dirigir embriagado na última quarta-feira (16), foi liberado pela Justiça para responder ao processo em liberdade provisória. Ele deixou o presídio de Bangu nesta quinta-feira (17).

O juiz Alexandre Quaresma Ravache, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, justificou a decisão com o fato de o acidente ter sido qualificado como homicídio culposo – quando não há intenção de matar – e por Felipe não possuir antecedentes criminais.

De acordo com as investigações, Cesarano estava embriagado ao volante quando colidiu frontalmente contra o carro do sargento da Marinha Diego Gomes da Silva, de 36 anos. Ele não resistiu à batida e morreu ainda no local do acidente.

O big rider está proibido de dirigir, assim como acessar e frequentar casas noturnas, bares e quaisquer locais onde haja venda de bebidas alcoólicas para consumo imediato. Ele deve comparecer mensalmente ao cartório da 23ª Vara Criminal da Comarca da Capital e está proibido de se ausentar de sua residência por mais de 10 dias sem autorização judicial.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *