terça, 22 de setembro de 2020

Brasil empata com Uruguai e se complica no Pré-Olímpico

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil segue sem vencer no quadrangular final do Pré-Olímpico. Na noite desta quinta-feira (6), em Bucaramanga, a Seleção empatou em 1 a 1 com o Uruguai, pela segunda rodada, e precisará vencer a Argentina na última partida para se classificar aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Assim como contra a Colômbia, o time canarinho teve dificuldades para conseguir criar chances de gol e conquistou seu segundo empate na reta final da competição. Depois de sair atrás no placar, em falha do goleiro Ivan, a equipe de Jardine conseguiu a igualdade com o corintiano Pedrinho, de cabeça.

No próximo domingo, o Brasil faz o clássico diante da Argentina, precisando de um simples triunfo para ir às Olimpíadas neste ano.

O jogo- A partida não foi tecnicamente brilhante. Precisando da vitória para ficar próximo da classificação aos Jogos Olímpicos, a Seleção Brasileira tentou impor seu ritmo, mas voltou a sofrer com muitos erros de passe e problemas para fugir da forte marcação. O Uruguai, mais inteligente com a posse da bola, pressionou o Brasil e foi melhor na primeira etapa.

O jogo contava com muitas falhas individuais e foi justamente de erros dos dois goleiros que o placar saiu do zero. Já na reta final do primeiros 45 minutos, aos 34, o meio-campista Ugarte arriscou de fora da área, a bola desviou em Bruno Fuchs e Ivan aceitou no meio do gol, abrindo o marcador para os celestes. Contudo, a reação canarinho foi imediata. Cinco minutos depois, Guga levantou na área e Pedrinho cabeceou para a meta. O lance era de fácil defesa, mas o goleiro Arruabarrena fez uma lambança e acabou jogando para dentro. 1 a 1.

A reta final do duelo seguiu com uma série de erros. O time do ex-tricolor André Jardine seguia com dificuldades de incomodar o Uruguai e sofria com as jogadas pelas pontas. Com nove minutos, em uma falta na intermediária, Piquerez quase colocou novamente os uruguaios em vantagem, mas a cobrança parou na trave direita do camisa 1 brasileiro. Matheus Cunha respondeu rapidamente, com um belo chute em uma sobra na entrada da área, que acabou nas mãos de Arruabarrena.

Com o tempo, a Seleção Brasileira ia melhorando, porém, falta calma e qualidade na hora de finalizar. Jardine chegou a mandar a campo Pepê e Reinier, mas os jovens pouco conseguiram mudar o curso do encontro. Classificação adiada para a próxima partida.

(Gazeta Esportiva)

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *