sábado, 06 de março de 2021

Catar acusado de negligenciar milhares de mortes em obras da Copa 2022

Escândalo de mortes de trabalhadores no Catar. Foto: Reprodução/Twitter

Um possível escândalo nas obras da Copa do Mundo de 2022 foi divulgado nesta terça-feira (23), pelo jornal britânico ‘The Guardian’. Mais de 6.500 mortes de imigrantes teriam sido negligenciadas desde o anúncio do país como sede, em 2010.

A reportagem indica que o governo catari vem tentando esconder os dados oficiais de falecimento de trabalhadores oriundos de países como Índia, Bangladesh, Paquistão e Sri Lanka – já que dados oficiais destas nações revelam as mortes no país entre 2011 e 2020.

Desde a escolha do Catar para o Mundial de 2022, o país vem passando por intensas obras, projetando e construindo uma nova cidade praticamente do zero para abrigar a disputa da competição – incluindo a final.

Segundo a publicação, as mortes são categorizadas pelo governo; cerca de 80% dos óbitos são relatados como ‘causas naturais’. Outras categorias vêm logo em seguida, com ‘acidentes de trânsito’, em 12%, ‘acidentes de trabalho’, com 7%, e suicídio, também 7%.

Segundo testemunhas locais, por diversas vezes, as mortes de jovens saudáveis foram relatadas como causas naturais. Nick McGeehan, advogado especializado em direitos trabalhistas, afirmou que a relação entre a forte imigração e as mortes pode apontar o acobertamento das autoridades.

“Uma proporção significativa de trabalhadores imigrantes que morreram desde 2011 só estavam no país porque o Catar ganhou o direito de sediar a Copa do Mundo em 2022”, destacou.

Ao ser questionado, o Comitê Organizacional da FIFA limitou-se a lamentar as mortes e afirmar que investiga os acidentes e faz o máximo possível para manter a transparência.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *