terça, 22 de setembro de 2020

Com gol no fim, Botafogo derrota o Resende

Por conta das fortes chuvas o jogou chegou a ser interrompido no primeiro tempo. Foto: Divulgação/Botafogo

Sob forte chuva nesta quinta-feira (30), o Botafogo sofreu, mas venceu por 2 a 1 o Resende, no Nilton Santos. Com o resultado, os alvinegros chegam a seis pontos e colam na zona de classificação do grupo A da Taça Guanabara. Já a equipe do Sul Fluminense, com apenas dois, não tem mais chance de avançar no primeiro turno do Campeonato Carioca.

O Resende abriu o placar no primeiro tempo, com Geovani. Ainda na etapa inicial, a partida foi paralisada por quase 40 minutos por conta da forte chuva que caiu no Rio de Janeiro. No segundo tempo, o Botafogo chegou ao empate, com Bruno Nazário. Nos acréscimos, Pedro Raul, de pênalti, decretou a vitória dos donos da casa.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o clássico contra o Vasco, neste domingo, no Nilton Santos. Na segunda-feira, o Resende encara o Flamengo, no Maracanã.

O jogo

O Botafogo sofreu bastante no primeiro tempo no Engenhão. O Resende adotou uma postura bastante defensiva e, com muita aplicação tática, dificultou o trabalho do meio campo alvinegro. Sem criatividade, os comandados de Alberto Valentim não conseguiam furar o bloqueio e ficavam trocando passes no campo de defesa.

Só aos 19 minutos o Fogão chegou pela primeira vez com perigo ao gol do Resende. Fernando avançou pela intermediária e lançou Bruno Nazário por cobertura na entrada da área. O meia cabeceou de primeira e mandou à esquerda do gol.

Passados os 20 minutos de jogo, a chuva começou a cair forte no estádio. Com 25, o Resende surpreendeu o Botafogo e abriu o placar. Caio Cézar dominou no meio e tocou para Geovani. O meia matou a bola com categoria, arrancou em direção ao gol, entrou na área e bateu sem chances para Gatito.

Aos 29 minutos, a chuva tinha aumentado de intensidade, além de raios e vento forte. Sem condições de jogo, a partida foi interrompida. Somente após quase 40 minutos, o duelo voltou a ser disputado no Nilton Santos.

Após o retorno do jogo, o Botafogo pressionou em busca do empate. No entanto, com o gramado prejudicado, os alvinegros só conseguiram assustar aos 35 minutos. Guilherme Santos pegou rebote e tentou por cobertura, mas Ranule estava atento para fazer a defesa.

No segundo tempo, o Botafogo quase empatou logo no primeiro minuto. Pedro Raul aproveitou cruzamento e finalizou para boa defesa de Ranule. O bom início surtiu efeito aos nove minutos, quando Luiz Fernando chegou na linha de fundo e achou Bruno Nazário na área. O meia dominou e chutou no canto, deixando tudo igual no Nilton Santos.

O gol deu ânimo aos donos da casa, que aumentaram a pressão. Aos 11 minutos, o Botafogo quase virou o jogo. Luiz Fernando fez boa jogada e chutou com perigo. Depois, foi a vez de Pedro Raul quase acertar a rede.

Aos poucos, o Resende conseguiu impedir a criação de boas jogadas por parte do Botafogo. Os visitantes ainda tiveram a chance de marcar aos 38 minutos. Caio Cezar arriscou de fora da área e obrigou Gatito Fernández a fazer boa defesa.

Nos minutos finais, o Botafogo ainda busca uma pressão e conseguiu a virada já nos acréscimos. Bruno Nazário tentou o toque na área e a bola bateu na mão de Rezende. O árbitro marcou pênalti, que Pedro Raul não desperdiçou e decretou o triunfo alvinegro.

(Gazeta Esportiva)

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *