terça, 22 de setembro de 2020

Esporte recebe medalhistas do Tiro com Arco dos Jogos Sul-Americanos

Os atletas maricaenses Ana Luíza Caetano e Lugui Barroso da Cruz, medalhistas de ouro e prata, respectivamente, do Tiro com Arco, categoria equipe adulto, nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba, foram recebidos na tarde da última quarta-feira (13) pelo secretário de Esporte e Lazer, Filipe Bitencourt, na sede da secretaria. Durante o encontro os jovens contaram sobre os desafios da disputa realizada na Colômbia e falaram da importância da parceria entre a Prefeitura e a Confederação Brasileira de Tiro com Arco (CBTArco).

“A maioria dos atletas que representam o Brasil hoje é de Maricá e nós, enquanto Prefeitura e Secretaria de Esportes, queremos fortalecer mais ainda nossos atletas para que cheguemos nas próximas Olimpíadas com diversos representantes do Tiro com Arco do nosso município”, afirmou Filipe Bitencourt. “A Prefeitura segue com seu projeto de iniciação de jovens com a confederação então cabe a nós ampliar o apoio”, avaliou. O secretário adiantou também que, ainda esse ano, Maricá será sede do Campeonato Brasileiro de Tiro com Arco, o campeonato de clubes, como o que foi realizado em 2016 e que já está em negociação com a Confederação para que o município receba, pela primeira vez na história, uma das etapas do Mundial de seleções em 2019.

Ana Luíza, de apenas 15 anos, contou como foi primeiro contato com o esporte. “Comecei a praticar Tiro com Arco aqui em Maricá na escolinha do projeto apoiado pela Prefeitura há quatro anos e o incentivo que recebi foi muito legal”, afirmou a atleta. Pelo projeto, alunos de escolas municipais participavam de treinamentos na sede de Itapeba após as aulas.

“É surpreendente o estimulo que eles nos dão e isso nos motiva muito a continuar treinando todos os dias o que foi fundamental para disputarmos o Sul Americano e conseguirmos esse resultado”, garantiu Ana Luíza, destacando em seguida a participação da equipe brasileira em outra competição internacional. “Das Américas, de todos os países que disputaram uma vaga para as Olimpíadas da Juventude de Tiro com Arco, tanto nas categorias femininas como na categoria masculina, só Brasil, EUA e México se classificaram. Maricá estará presente”, frisou a atleta.

Lugui Barroso, de 20 anos, com viagem marcada para Salt Lake City, nos EUA, para mais uma etapa do Mundial, falou da importância de conquistar uma medalha nos jogos de Cochabamba. “É muito gratificante na vida do atleta. Estou no esporte há 8 anos e me recordo quando entrei no aqui e conheci o Tiro com Arco”,  recordou Lugui. “A base de tudo é o treinamento. Tem que ter garra e muita disposição para conseguir nossos objetivos e treinar cada vez mais”, aconselhou Lugui para crianças e adolescentes que desejam começar a praticar.

Ainda segundo Filipe Bitencourt, valorizar e reconhecer aos medalhistas dos Jogos Sul-Americanos é valorizar o esporte e o atleta. “A Prefeitura cada vez mais vai dar apoio a esses atletas e a atletas de outras modalidades. Queremos trabalhar outros esportes e para isso vamos incentivar cada vez mais os nossos jovens”, garantiu o secretário.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *